×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Made in L O Que Fazer

10 coisas para fazeres em Lisboa enquanto a cidade está mais vazia

By Valter Leandro

Admite lá, muitas vezes lamentaste que querias dar um passeio por Lisboa, mas que estava cheio de turistas, não foi? Pois agora é a altura de aproveitares a cidade! 😎

Se o confinamento nos privou de várias coisas e nos deu saudades de fazer muitas outras, agora que as cidades quase não têm turistas, esta é a altura perfeita para a desfrutares ao máximo.

Aproveita para fazeres aquelas coisas que, ou tinham demasiadas filas ou já estava cheio de gente, que te tirava a vontade de visitar ou conhecer.

Fizemos uma lista de coisas que deves fazer enquanto ainda tens a cidade “só para ti”:

1 – Andar de elétrico

Aproveita que a afluência é muito menor e passeia neste transporte tão típico da nossa cidade, enquanto ainda podes escolher se queres ir à janela ou não.

Seja uma viagem no mítico 28, um dos mais emblemáticos da cidade; no 24, de Campolide à Praça de Camões; ou no charmoso 25, que também passa por algumas zonas nobres da cidade, a verdade é que esta é a melhor altura para aproveitares uma destas viagens.

2 – Entrar na livraria Bertrand do Chiado

Há quanto tempo tens vontade de entrar na livraria Bertrand do Chiado, mas aos espreitares lá para dentro só vês uma multidão? Pois bem, esta é a altura perfeita para voltares a entrar na livraria mais antiga do mundo.

Os novos tempos trouxeram um novo espaço, ao fundo do longo corredor: um café com petiscos que convidam a “provar os livros” e as receitas culinárias que estes guardam nas prateleiras em redor. Chama-se Café Bertrand e foi inaugurado em 2017 por altura do 285º aniversário desta livraria.

Foto por @livrariabertrandchiado

3 – Visitar o Miradouro do Arco da Rua Augusta

Inaugurado em 2013, o miradouro no topo do Arco da Rua Augusta oferece uma vista panorâmica sobre a cidade e, em específico, a Praça do Comércio e o Tejo.

A entrada faz-se pela Rua Augusta, numa pequena porta mesmo ao lado do Arco e os bilhetes custam 3€ (crianças até aos 5 anos não pagam).

Foto por @rubenmneves

4 – Ver o pôr do sol a partir do miradouro do MAAT

O MAAT é um local fantástico à beira do Tejo, não só pelas exposições que oferece no seu interior como pelo seu aspeto exterior, onde o miradouro faz toda a diferença, principalmente para observares um dos melhores pores do sol de Lisboa.

Se já viste este fenómeno a partir daqui, experimenta outros locais para admirares este evento natural na cidade.

Zona de entrada do MAAT ao entardecer | Foto por Jo Kassis

5 – Visitar e ficar mais tempo no Castelo de São Jorge

O Castelo de São Jorge é um dos nossos sítios de contemplação da cidade preferidos. Daqui dá para ver quase toda a cidade, é simplesmente espetacular!

E como sabemos que também é um dos pontos turísticos mais procurados, alertamos-te que está na hora de aproveitares os próximos dias solarengos para uma visita mais demorada até este lugar. E, já que estás por aqui, que tal conheceres o miradouro “desconhecido” do Castelo?

Foto por Pixabay

6 – Atravessa o rio Tejo e vai até ao Cais do Ginjal

É, na nossa opinião, um dos locais mais românticos da cidade. O Cais do Ginjal fica na margem sul e faz parte da nossa lista dos 20 melhores sítios para conhecer em Almada.

Publicidade

Apesar da degradação de alguns edifícios, não deixa de oferecer um dos mais belos passeios do concelho de Almada, sempre paralelo ao rio. Seja para fazer uma refeição ou tomar uma bebida, os restaurantes Atira-te ao Rio e Ponto Final são de paragem obrigatória.

Foto por @josefmagalhaes

7 – Bebe uma imperial tranquilamente no Adamastor

Todas estas esplanadas são perfeitas para uma cerveja ao final da tarde com amigos, família ou colegas de trabalho, mas há uma que adoramos especialmente – e que normalmente está cheia de turistas – que é a do Miradouro de Santa Catarina, mais conhecida por Adamastor.

Pois parece que está na altura de lhe voltares a fazer uma visitinha, mas, por favor, deixa tudo o mais limpo possível, levando as tuas garrafas para os respetivos depósitos. Este local merece!

Foto por @camara_municipal_lisboa

8 – Subir e descer no Elevador de Santa Justa

O Elevador de Santa Justa, na baixa lisboeta, é um daqueles locais em Lisboa que está sempre a abarrotar de turistas, chegando muitas vezes a observar-se filas intermináveis.

Mas não é apenas este elevador que é visitado por muitos turistas. Os ascensores da Bica e da Glória são outros dos transportes típicos de Lisboa muito cobiçados por quem nos visita de fora. Mas a boa notícia é que agora estão mais calmos (leia-se mais vazios), por isso aproveita enquanto é tempo.

Foto por Valter Leandro

9 – Esta é a altura ideal para ir aos fados

É um dos cartões de visita para todos os turistas, que entram nestas casas de fado aos magotes.

Apesar de estarmos solidários com todos os locais que agora têm menos pessoas, a verdade é que esta é uma oportunidade única para lisboetas e portugueses de todo o território também poderem aproveitar um pouco mais do que é “seu”, e o fado faz parte de todos nós, não é? 

E se quiseres saber um pouco mais sobre a sua história, então uma visita ao Museu do Fado é obrigatória.

10 – As filas nos Pastéis de Belém estão mais pequenas

Em Belém, este é um daqueles locais que está sempre cheio. Apesar do atendimento ser bastante rápido, tendo em conta o número que está cá fora às espera, nas filas, a verdade é que muitas vezes pode afugentar quem não quer perder esse tempo.

Pois agora está ainda mais rápido comeres o teu pastel de Belém com canela e açúcar.

NOTA DA REDAÇÃO:
Em virtude da pandemia por coronavírus, alguns destes locais ainda poderão estar fechados temporariamente, pelo que recomendamos que os contactes previamente antes da visita.

Foto de capa: @pasteisbelem