6 locais de visita obrigatória na Rua Augusta - Lisboa Secreta
×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
O Que Fazer

6 locais de visita obrigatória na Rua Augusta

By Inês Santos Fevereiro 6, 2020

A Rua Augusta é a principal artéria da Baixa lisboeta e já nos debruçámos sobre os seus segredos e histórias. Além de ter muitas histórias para contar, tem também locais que nos convidam a uma paragem e a uma visita. Há muito para descobrir na “Rua da Augusta Figura do Rei” e estes são os nossos destaques.

1 – Londres Salão

Foi em 1918 que abriu a Londres Salão, numa época em que Lisboa se deixava contagiar pelas tendências do mundo anglo-saxónico e francófono. No início, a alfaiataria era o negócio principal. Em 1950, a família Quadros comprou o espaço e é nas suas mãos que este ainda se mantém. Foi desta família a responsabilidade de centrar o negócio na venda de tecidos com uma oferta imensa, das sedas às lantejoulas.

Morada: Rua Augusta, 277 e 279
Horário: Segunda a sexta – 10h às 19h | Sábado – 10h às 23h

Foto: @lojascomhistoria.pt

2 – Casa Macário

Fundada em 1913 no número 272 da Rua Augusta, a Casa Macário dedica-se ao comércio de bebidas, bombons, cafés, chás e chocolates. Na entrada, uma tabuleta indica “Please Don’t Clean The Bottles” porque, neste espaço, as garrafas querem-se cobertas de pó para comprovar a sua história. É um dos lugares de referência para comprar vinho do Porto na Baixa, assim como produtos regionais e guloseimas. Mesmo à saída da loja, se olhares para o chão vai ter uma surpresa: na calçada portuguesa, lê-se “Café, Chá e Chocolates | 274 – 272“, simbolizando os produtos que ali se vendem e os números de porta que a loja ocupa há já 106 anos.

Morada: Rua Augusta, 272 e 274
Horário: Segunda a sábado – 09h às 20h | Domingo – 14h às 20h

Foto: lojascomhistoria.pt

3 – Casa Canadá

A Casa Canadá é outra das lojas históricas da Rua Augusta, fundada em 1920. O espaço dedica-se ao comércio de malas, carteiras e outros artigos em pele, da moda ao calçado, numa loja que reúne algumas das marcas mais reputadas. É um dos locais da Rua Augusta que une a tradição à modernidade e já o faz há 100 anos! Merece sem dúvida uma visita no ano em que comemora um século de existência.

Morada: Rua Augusta, 232
Horário: Segunda a sábado – 10h às 19h

Foto: @casacanada.pt

4 – Sapataria Lord

Bem ao lado da Manteigaria fica a Sapataria Lord que, quando abriu em 1941, dedicava-se apenas ao comércio de chapéus. Depois, vieram os sapatos, as gravatas e outros acessórios e assim se mantém a variedade da loja até aos dias de hoje. A decoração é um misto de art déco e inspiração modernista e o espaço pertence agora ao grupo Godiva. É, provavelmente, uma das lojas mais carismáticas da Rua Augusta!

Morada: Rua Augusta, 199 a 203
Horário: Segunda a sábado – 10h às 19h

Foto: @lojascomhistoria.pt

5 – A Manteigaria

Há quem diga que são dos melhores pastéis de nata de Lisboa. Nós concordamos e até já lhes dedicámos um vídeo. Depois do espaço no Mercado de Ribeira e na Rua do Loreto, a Manteigaria abriu a sua terceira loja na Rua Augusta. O espaço ocupa a antiga Camisaria Pitta, loja histórica da cidade entretanto desaparecida. A Manteigaria mantém a fachada original e a calçada portuguesa à porta, com a palavra “Pitta”, também nos remete ainda para outros tempos.

Morada: Rua Augusta, 195 e 197
Horário: Segunda a domingo – 08h às 00h

Foto: @chiang_benjamin

6 – Miradouro do Arco da Rua Augusta

Embora tenha sido inaugurado em 1875, o Arco da Rua Augusta foi planeado em 1759 para comemorar a reconstrução pombalina da cidade após o terramoto de 1755. Sim, demorou mais de um século a estar concluído e chegou a ser comparado às obras de Santa Engrácia pelos historiadores da época! Em 2013, abriu um miradouro no topo do Arco que oferece uma vista panorâmica sobre a cidade e, em específico, a Praça do Comércio e o Tejo. A entrada faz-se pela Rua Augusta, numa pequena porta mesmo ao lado do Arco e os bilhetes custam 2.50€.

Horário: Segunda a domingo – 09h às 19h

Foto: @almadeviajante.com