×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Publicidade
Made in L

Ruas de Lisboa: a maior, a mais movimentada e a mais cara

By Nelson Rodrigues Fevereiro 25, 2019

Das quase 2500 ruas e avenidas de Lisboa, há algumas que têm (e com razão) a mania das grandezas. Mas qual é que é a maior, a mais movimentada e a mais cara da cidade?

Se também já fizeste essa pergunta, vais ficar a saber a resposta agora mesmo. Mas, antes de leres o nosso artigo, desafiamos-te a tentar descobrir a resposta certa. Será que consegues acertar?

A maior: Avenida Infante Dom Henrique

Com 12 quilómetros de comprimento, a Avenida Infante Dom Henrique é o maior arruamento da cidade, passando por 7 das 24 freguesias de Lisboa: Santa Maria Maior, São Vicente, Penha de França, Beato, Marvila, Olivais e Parque das Nações.

Vai desde a Praça do Comércio até à Praça José Queirós, em Moscavide, quase sempre junto ao rio Tejo, o que no passado lhe valeu o título de Avenida Marginal Oriental.

Quanto ao nome original, deve-o ao Infante D. Henrique, 5º filho de D. João I e D. Filipa de Lencastre, e figura incontornável dos Descobrimentos portugueses.

Foto: www.cm-lisboa.pt

A mais movimentada: Avenida da Liberdade

Esta não é propriamente uma novidade, tantas são as pessoas que passam todos os dias pela Avenida da Liberdade. De acordo com um estudo da empresa de consultoria Controlplan (lançado em 2018), esta artéria é atravessada todos dias por quase 39 mil pessoas, ou seja, mais de 4.300 por hora (dados de outubro e novembro de 2017).

Este trabalho garantia que a Avenida da Liberdade era mesmo a rua mais movimentada do país, e não a Rua de Santa Catarina, no Porto, como outros estudos apontavam.

Publicidade

Aberta em 1886, a Avenida da Liberdade tem origem no antigo boulevard Passeio Público, iniciado em 1764.

Foto: @stuff__we__love

A maia cara: Rua do Salitre

Há quem pense que a rua mais cara da cidade para comprar casa é a Avenida da Liberdade ou a Rua Garrett, no Chiado, mas esse título pertence mesmo à Rua do Salitre. Um estudo lançado pelo portal imobiliário Idealista diz que o preço médio pedido pelos proprietários está muito próximo dos três milhões de euros (2.820.312 euros).

Esta rua na freguesia de Santo António, que liga o Rato à Avenida da Liberdade, ganhou a atual denominação em 1665 e deve o nome às nitreiras (ou salitre) de extração de nitrato de potássio que existiam neste local no século XVI.

fOTO: www.toponimialisboa.wordpress.com

Foto de capa: @dimid_by