10 miradouros desconhecidos em Lisboa

Varandas escondidas para a cidade

Chamar-lhes secretos poderia ser um exagero, mas a verdade é que há vários miradouros em Lisboa que continuam um segredo bem guardado, até para muitos alfacinhas de gema.

Nós fomos à procura deles e reunimos 10 num roteiro com vistas incríveis, perspetivas surpreendentes e recantos onde (ainda) se ouve falar pouco inglês. E tu, quantos é que já conheces?

1. Miradouro do Moinho das Três Cruzes do Calhau

É um dos segredos mais bem guardados de Monsanto, talvez por estar no lado nordeste do parque, já na freguesia de São Domingos de Benfica. Fica junto a um antigo moinho em ruínas, no Parque Recreativo do Calhau, e chega-se até lá pé, subindo por uma estrada que atravessa a mata.

As vistas não são propriamente deslumbrantes, mas não deixam de ser surpreendentes, sobretudo pela perspetiva, que vai de Benfica a Campolide, passando por Sete Rios. Junto a ele existem duas mesas, que convidam a um piquenique longe da confusão.

Foto: Nelson Jerónimo Rodrigues

2. Miradouro da Escarpa

Mais um miradouro em Monsanto que poucos lisboetas conhecem, sobretudo porque o caminho até lá não é dos mais fáceis. Se o GPS não o encontrar, segue pela Estrada do Alvito (sentido sul), passa a Estrada dos Montes Claros e depois estaciona um pouco mais à frente, junto ao Parque de Merendas da Escarpa.

Rodeado de vegetação, tem o verde do parque em primeiro plano e as zonas de Campolide e das Amoreiras ao fundo.

Foto: www.cm-lisboa.pt

3. Miradouro da Rua Rodrigues Francisco Lobo

Embora não tenha um nome oficial, chamamos-lhe assim porque esta rua de Campolide é o melhor ponto de referência para o descobrires. Assim que lá chegares,procura o número 13A e passa por baixo do edifício, utilizando uma espécie de túnel (algo sombrio) que leva até uma serralharia.

Depois, passa uma vedação (está aberta, por isso o caminho deve ser público) e vira à direita, onde existe um terraço com vistas curiosas para Monsanto e ainda umapontinha da Ponte 25 de Abril e do Cristo Rei.

Foto: Nelson Jerónimo Rodrigues

4. Miradouro da Basílica da Estrela

Sabias que podes subir ao terraço do zimbrório da Real Basílica da Estrela? Dali, tens uma vista 360º sobre Lisboa que promete surpreender-te. O verde do Jardim da Estrela (ali ao lado) é o primeiro a saltar à vista, mas mais ao longe também consegues avistar as torres da Amoreiras, a Ponte 25 de Abril, o Tejo e o Castelo de São Jorge.

Embora nem sempre esteja aberto, o horário oficial de visitas é das 08h30 às 12h00 e das 13h00 às 18h00.

Foto: CML

5. Miradouro do Mosteiro de São Vicente de Fora

Quem vai aos famosos miradouros de Santa Luzia ou das Portas do Sol nunca deixa de reparar na imponência deste mosteiro, mas talvez não saiba que ele próprio oferece uma das vistas mais incríveis de Lisboa. Do topo do edifício alcança-se uma perspetiva única da Igreja de Santa Engrácia, do casario de Alfama e do Tejo, que domina boa parte do cenário.

Para ser visitado é preciso comprar o bilhete de entrada no mosteiro, que custa 5 euros.

Foto: @genseric9

6. Miradouro de Santo Estevão

Acredita se quiseres, mas ainda é possível esconderes-te em Alfama.Este miradouro situado junto à Igreja de Santo Estevão, vai conseguindo escapar às excursões de turistas, provavelmente porque fica bem no coração do bairro.

Descendo pelas ruas Guilherme Bragau e do Vigário, chega-se a um largo tranquilo e com várias sombras, com vistas para o bairro mais antigo de Lisboa e para o Tejo, que corre ao fundo.

Foto: @foufou5

7. Miradouro do Jardim do Recolhimento

Mesmo a dois passos do Castelo de São Jorge, é um dos segredos mais bem guardados desta zona tão turística. Além de arrebatadoras, as vistas são também surpreendentes, por causa do enquadramento diferente do habitual, com Alfama aos pés, enquadrada pelo Tejo, pelo Mosteiro de São Vicente e pela Igreja de Santa Engrácia.

No local, existe uma instalação em forma de losango, que ajuda a tirar fotos incríveis, além de um parque infantil e de uma cabine de leitura cheia de livros.

Foto: @pedropraz

8. Miradouro da Penha de França

É um miradouro pequenino, mas com uma vista enorme (e incrível) para a cidade, ainda longe dos roteiros mais turísticos. Fica junto à Igreja de Nossa Senhora da Penha de França (no largo com o mesmo nome) e permite alcançar não só o Tejo e a zona história, mas também um outro lado da cidade, como os bairros de Chelas, Marvila ou Olivais.

Foto: www.cm-lisboa.pt

9. Miradouro do Monte Agudo

Este, que é um dos miradouros mais escondidos da cidade, é também dos mais agradáveis, não só pelas vistas, mas também pelo bar-esplanada que serve petiscos, bebidas e cafés que ganham outro sabor com a atmosfera deste lugar.

Construído nos anos 50 do século passado, fica entre a Rua Heliodoro Salgado e a Rua Ilha do Príncipe, mas não se avista â primeira, talvez por ficar escondido atrás da escola secundária Dona Luísa de Gusmão. Resultado? Agradecem os lisboetas que procuram um miradouro sossegado e sem multidões.

Foto: www.cm-lisboa.pt

10. Miradouro de Santo Amaro

Alguns miradouros estão mais escondidos que outros, como é o caso deste, junto à calçada de Santo Amaro, na freguesia de Alcântara. É um dos sítios que ainda restam em Lisboa para estares à vontade e longe da confusão da cidade.

Nas costas tem a capela renascentista (1549) dedicada a Santo Amaro e, em frente, está o Tejo, a Ponte de 25 de Abril a zona portuária.

Foto: @walkinginlisbon

Foto de capa:

Tags:

';return t.replace("ID",e)+a}function lazyLoadYoutubeIframe(){var e=document.createElement("iframe"),t="https://www.youtube.com/embed/ID?autoplay=1";t+=0===this.dataset.query.length?'':'&'+this.dataset.query;e.setAttribute("src",t.replace("ID",this.dataset.id)),e.setAttribute("frameborder","0"),e.setAttribute("allowfullscreen","1"),this.parentNode.replaceChild(e,this)}document.addEventListener("DOMContentLoaded",function(){var e,t,a=document.getElementsByClassName("rll-youtube-player");for(t=0;t