×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...

Guia de como aproveitar o Tejo ao máximo

Valter Leandro Valter Leandro - Editor

Guia de como aproveitar o Tejo ao máximo

O Tejo é o nosso “mar”, é a nossa inspiração e é um dos locais onde mais gostamos de passar tempo. Estas são as nossas diversões preferidas. 😍🥰

Nem sempre aproveitamos o privilégio do que é ter um rio tão perto de uma cidade. E o Tejo é um destes casos, que por vezes parece ficar esquecido para segundo plano.

Mas a partir de hoje tudo isto vai mudar! Estas são algumas das nossas sugestões para aproveitares o Tejo ao máximo:

1 – Passeios de barco no Tejo

Em Lisboa há muitos, mas quantos se podem gabar de ser numa clássica embarcação do anos 60? Entra a bordo do Arimar nesta viagem fantástica!

Todas as quintas, sextas e sábados, das 17h até às 19h, vais ter a oportunidade de passear e divertir-te numa das mais clássicas embarcações marítimas, no espetacular Trawler Clássico Arimar, que podes embarcar na Estação Fluvial Sul e Sueste, junto à Praça do Comércio.

@pacifico.cruises

2 – Ver os golfinhos que regressaram ao Tejo

Quase todos os dias, os nossos amigos golfinhos passeiam-se pelas águas do Tejo como não víamos há muitos anos.

Se também os queres observar de perto, todos os dias partem embarcações da Porta 3 na Doca de Santo Amaro, em Alcântara, para ver estes simpáticos animais.

As viagens duram, habitualmente, três horas e terás ao teu lado um biólogo marinho que te irá explicando a razão para este tipo de fenómenos, além de outras curiosidades relacionadas com o Estuário do Tejo.

@BMW Sailing Academy

3 – Aproveitar uma esplanada

Lisboeta que é lisboeta gosta de “esplanar”. De preferência num sítio com sol, boa vibe e grandes vistas. O Tejo, claro, é quase sempre o melhor dos cenários, por isso escolhemos 10 esplanadas com o rio por companhia, daquelas onde apetece estar o dia inteiro.

Se também andas sempre à procura da esplanada perfeita, ela provavelmente está nesta lista de sugestões.

Esta é uma das melhores esplanadas para descontrair à beira Tejo | Foto por @ribeiradasnausquiosque

4 – Teleférico do Parque das Nações

O Teleférico do Parque das Nações é um presente que ficou para a cidade depois da Expo 98. A viagem no teleférico dura de 8 a 12 minutos e o percurso é mesmo bonito!

Além de poderes aproveitar o Tejo de barco, de bicicleta, a correr ou a beber um copo, podes ainda admirá-lo de cima, com uma vista espetacular.

@engexpor.com

5 – Andar de bicicleta ou fazer jogging na zona ribeirinha

É o mais próximo que podes estar do rio Tejo se optares por ficar em terra. A zona ribeirinha de Lisboa é bastante ampla e possui uma das vistas mais bonitas para o Tejo, com vários percursos em reta, que vão desde o Cais do Sodré até Belém.

Aqui vais deslumbrar-te, não só com o Tejo, como também com alguns dos edifícios icónicos da cidade: Torre de Belém, Padrão dos Descobrimentos,MAAT e o Museu da Eletricidade.

@FPCUB – Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta

6 – Caminhar nos Passadiços do Tejo

O nome Passadiços do Tejo não é oficial, mas todos o chamam assim devido à sua proximidade com o rio. Fazem parte de uma extensa rede de caminhos pedonais e cicláveis, com 5627 metros, composto por quatro percursos.

O primeiro dá-te a conhecer o Parque Urbano, onde está o núcleo museológico “A Póvoa e o Rio”, uma cafetaria e um parque infantil, entre outros serviços. Já o Parque Linear Ribeirinho/Trilho do Tejo, leva-te até à Praia dos Pescadores e às zonas envolventes, como o parque de merendas e o centro de interpretação ambiental.

Além destes dois, mais paralelos ao rio, há ainda o Trilho do Forte da Casa e o Trilho da Verdelha.

@elsamagro

7 – Admirar o Tejo a partir do Cristo Rei

O Santuário do Cristo Rei, em Almada, é um dos ex-libris da cidade e destaca-se pela sua semelhança com o Cristo Redentor, no morro do Corcovado, no Rio de Janeiro. A diferença entre ambos é de apenas 10 metros, sendo o Cristo Rei instalado em Almada mais pequeno, com cerca de 28 metros.

Aqui, a visita obrigatória é ao espetacular miradouro com vistas a 360º sobre ambas as cidades e sobre o rio protagonista.

@tsuguliev

8 – Ver o pôr do sol no Cais do Ginjal

O Cais do Ginjal, e os restaurantes Atira-te ao Rio e Ponto Final são, na nossa opinião, alguns dos locais mais interessantes para visitar junto ao Tejo do outro lado de Lisboa.

Encontra aqui outras “desculpas” para passear por Lisboa.

Guias Secretos Natureza & Bem-estar O Que Fazer