×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...

O nosso roteiro pelos bairros de Marvila e Beato

Marvila está cada vez melhor e o Beato de beato não tem nada. Segue este guia para desbravares os bairros mais trendy da cidade

Bruna Castro Bruna Castro

O nosso roteiro pelos bairros de Marvila e Beato

Até há uns anos só ouvíamos falar de Marvila e do Beato por causa das marchas populares, mas hoje em dia são os bairros coqueluche de Lisboa.

Apesar de à primeira vista parecerem desertas, estas ruas escondem armazéns gigantes e casas antigas ocupadas por todo o tipo de negócios e atividades.

Restaurantes, clubes, galerias de arte, cafés, espaços de cowork, lojas de mobiliário, academias para treinares o teu cão ou para fazeres escalada. Aqui encontras um pouco de tudo e mais qualquer coisinha, em ponto grande. É aproveitar para encontrar casa, enquanto os lisboetas não têm todos a mesma ideia, ao mesmo tempo.

Vamos começar pelo bem bom, neste caso por três fábricas de cerveja artesanal portuguesas, a Lince, a Dois Corvos e a Musa, que decidiram fazer de Marvila, o Lisbon Beer District.

Só para dar a volta às “capelinhas” e fazer degustações já valia a pena vir explorar este território à beira Tejo, mas nem só de líquidos vive um explorador. 

@doiscorvos

Nos comes, Marvila não desilude. Foi o bairro escolhido pelo Chef argentino Chakall para abrir o Refeitório do Senhor Abel (no sítio onde era o refeitório dos funcionários da Abel Pereira da Fonseca), que é agora uma pizzaria.

Refeitório do Senhor Abel – BY-ARTUR.COM

Ainda do Chakall, mas completamente diferente, eis El Bulo Social Club (talvez o maior restaurante que já viste), um espaço com pinta sul-americana onde tanto podes comer um ceviche como um belo bife argentino, enquanto vês a final da taça ou um tango a ser dançado.

@El Bulo Social Club

Se estás numa onda completamente surpreendente e secreta, ignora tudo o que dissemos até agora é ruma Aquele Lugar que Não Existe, um restaurante que vale pelo conceito e decoração e por todo o secretismo envolvido (as pizzas também não desiludem).

adivadarechousa.com

Agora, das duas uma, ou decides pôr essa digestão em ebulição e vais experimentar a piscina de espuma ao Spot Real, a primeira academia de Parkour e FreeRunning em Portugal (sim, podes aprender a saltar por cima de prédios, sem ser em cima de prédios) ou ires fazer escalada no Vertigo Climbing Center, é o maior rocódromo de Lisboa, com 300m2 para fingires que é o Everest.

@Spot Real

Ou então decides relaxar e passar pela Galeria Underdogs – já te falámos dela aqui – para ver as novidades ou fazer um pouco de shopping do incrível e nada pequeno Cantinho do Vintage, um armazém cheio de maravilhas de outras décadas.

pasmaravista.com

Se te apetecer uma tarte de limão para repor o açúcar, vai à rua com esse nome e senta-te na mesinha ao sol do Café com Calma, vais perceber o porquê do nome e a falta de pressa em sair daqui.

Tiago Pais/Observador

Se só agora é que acordaste e não te apetece fazer a maratona toda, escolhe um clássico, a Fábrica do Braço de Prata está sempre pronta para te receber de braços abertos e dar-te tudo ao mesmo tempo. Restaurante, livraria, exposições, com sorte um concerto. 

Mas Marvila tem muito mais para descobrires, e nós adoramos estes 8 sítios neste bairro.

Bairro de Marvila: 8 locais onde tens mesmo de ir

Guias Secretos O Que Fazer