Marvila e Beato, um roteiro

Marvila é o novo bairro maravilha e o Beato de beato não tem nada. Aquele roteiro para desbravares os novos bairros trendy.

Até há uns anos só ouvíamos falar deles por causa das marchas populares, mas hoje em dia, são os novos bairros coqueluche de Lisboa. Apesar de à primeira vista parecerem desertas, estas ruas escondem armazéns gigantes e casas antigas ocupadas por todo o tipo de negócios e atividades.

Restaurantes, clubs, galerias de arte, cafés, espaços de cowork, lojas de mobiliário, academias para treinares o teu cão ou para fazeres escalada. Aqui encontras um pouco de tudo e mais qualquer coisinha, em ponto grande. É aproveitar para encontrar casa, enquanto os lisboetas não têm todos a mesma ideia, ao mesmo tempo.

Vamos começar pelo bem bom, neste caso por três fábricas de cerveja artesanal portuguesa, a Lince, a Dois Corvos e a Musa que decidiram fazer de Marvila, o Lisbon Beer District. Só para dar a volta às “capelinhas” e fazer degustações já valia a pena vir explorar este território à beira Tejo, mas nem só de líquidos vive um explorador. 

www.musicaemdx.pt

Nos comes, Marvila não desilude, foi o bairro escolhido pelo Chef argentino Chakall para abrir dois restaurantes e um bar. O Refeitório do Senhor Abel (no sítio onde era o refeitório dos funcionários da Abel Pereira da Fonseca) é uma pizzaria, ao lado fica o Heterónimo BAAR (as iniciais de Bernardo Soares, Álvaro de Campos, Alberto Caeiro e Ricardo Reis) aqui, podes beber cocktails de autor e de tudo um pouco, até começares a discutir com as tuas múltiplas personalidades, ninguém vai achar estranho, afinal estás a beber por baixo de um livro do Pessoa.

Refeitório do Senhor Abel – BY-ARTUR.COM

Ainda do Chakall mas completamente diferente, eis El Bulo Social Club (talvez o maior restaurante que já viste), um espaço com pinta sul-americana onde tanto podes comer um ceviche como um belo bife argentino, enquanto vês o final da taça ou um tango a ser dançado.

@El Bulo Social Club

Se estás numa onda completamente surpreendente e secreta, ignora tudo o que dissemos até agora é ruma Aquele Lugar que Não Existe, um restaurante que vale pelo conceito e decoração e por todo o secretismo envolvido (as pizzas também não desiludem).

adivadarechousa.com

Agora das duas, uma ou decides pôr essa digestão em ebulição e vais experimentar a piscina de espuma ao Spot Real, a primeira academia de Parkour e FreeRuning em Portugal (sim, podes aprender a saltar por cima de prédios, sem ser em cima de prédios) ou ires fazer escalada no Vertigo Climbing Center, é o maior rocódromo de Lisboa, com 300m2 para fingires que é o Everest.

@Spot Real

Ou então decides relaxar e passar pela Galeria Underdogs (já te falámos dela aqui) para ver as novidades ou fazer um pouco de shopping do incrível e nada pequeno Cantinho do Vintage, um armazém cheio de maravilhas de outras décadas.

pasmaravista.com

Se te apetecer uma tarte de limão para repor o açúcar vai à rua com esse nome e senta-te na mesinha ao Sol do Café com Calma, vais perceber o porquê do nome e a falta de pressa em sair daqui.

Tiago Pais/Observador

Se só agora é que acordaste e não te apetece fazer a maratona toda, escolhe um clássico, a Fábrica do Braço de Prata está sempre pronta para te receber de braços abertos e dar-te tudo ao mesmo tempo. Restaurante, livraria, exposições, com sorte um concerto. Ainda é Marvila no seu melhor.

Queres sugerir-nos mais sítios imperdíveis nesta zona? Usa #MinhaLisboaSecreta

MUSA
Rua do Açúcar, 83

Dois Corvos Cervejeira
Rua Capitão Leitão, 94

Cerveja Lince
Rua do Açúcar, 76

Refeitório do Senhor Abel
Praça David Leandro da Silva, 5

Heterónimo BAAR
Praça David Leandro da Silva, 4

El Bulo Social Club
Praça David Leandro da Silva, 9

Aquele Lugar que Não Existe
Rua do Açúcar, 89

Spot Real
Praça David Leandro da Silva, 13

Vertigo Climbing Center
Avenida Infante Dom Henrique, Edifício Beira Rio

Galeria Underdogs
Rua Fernando Palha, 56

Cantinho Do Vintage
Rua do Açúcar, 19

Café com Calma
Rua do Açúcar, 10

Fábrica do Braço de Prata
Rua da Fábrica de Material de Guerra, 1

Tags: