×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Made in L

Um passeio pelas ruas condimentadas de Lisboa

By Inês Santos Novembro 5, 2020

Se é certo que o sal, o açúcar ou a pimenta têm um papel principal na gastronomia portuguesa, a verdade é que estes condimentos e temperos também têm lugar na toponímia de Lisboa. 🌶️🧂

Aqui estão oito exemplos de arruamentos cujo nome é inspirado em temperos da nossa cozinha:

1 – Rua do Açúcar

A Rua do Açúcar é, atualmente, a mais vibrante da zona industrial do bairro de Marvila.

O seu nome foi instituído por deliberação da Câmara no final do séc. XIX, mas anteriormente já era conhecida por uma variante deste doce nome, “Rua Direita do Açúcar”. Isto porque a rua herdou o nome de uma fábrica de açúcar refinado que ali existia já desde o séc. XVIII.

@cervejamusa

2 – Rua do Alecrim

Artéria que liga a zona do Chiado à zona do Cais do Sodré, a Rua do Alecrim começou por ser chamada Rua Direita do Alecrim em 1693.

O seu nome deriva da Ermida de Nossa Senhora do Alecrim, fundada naquela zona em 1641 por D. Anna de Vilhena, nobre viúva oriunda da Ilha de São Miguel.

@pinterest.pt/joaojbarbosa

3 – Rua da Pimenta e Travessas da Canela, do Gengibre, da Malagueta e do Açafrão

O Parque das Nações, como bairro mais recente de Lisboa, é dono de várias artérias com nomes especiarias – produto que cativou os portugueses na época dos Descobrimentos, durante os séculos XV e XVI.

As nomenclaturas destes arruamentos derivam da altura da Expo 98 que tinha precisamente “Os oceanos: um património para o futuro” como temática.

A Rua da Pimenta, paralela ao Rio Tejo e que une a Rua do Bojador ao Cais das Naus, é uma das novas artérias que a Expo 98 trouxe e o seu nome homenageia uma das principais especiarias que os portugueses comercializaram após a descoberta do caminho marítimo para a Índia.

Perpendiculares à Rua da Pimenta existem quatro travessas, cujos nomes celebram também quatro especiarias que os portugueses trouxeram do outro lado do mundo: canela, gengibre, malagueta e açafrão. Todas as quatro travessas unem o Passeio das Tágides à Rua da Pimenta.

@google.com

4 – Campo das Cebolas

Mesmo ao lado da Praça do Comércio e situado entre Alfama e a Avenida Infante Dom Henrique, Campo das Cebolas é uma das zonas das cidades que foi recentemente intervencionada.

A referência ao Campo das Cebolas aparece já na descrição paroquial da freguesia de Santa Maria Mayor anterior ao terramoto de 1755.

Crê-se que o nome provém do comércio de produtos hortícolas que era realizado nos finais do séc. XV neste local, apelidado de “Mercado da Ribeira Velha”; a cebola, como um dos alimentos e condimentos mais utilizados no nosso país, esteve sempre em destaque e, por isso, emprestou o nome a este amplo “campo”.

@FG+SG | trienaldelisboa.com

Foto de capa: @lisboadiarios.blogspot.com