Restaurantes libaneses: a nova cozinha da moda em Lisboa

5 casas que te levam até Beirute num abrir e fechar de… boca
Considerada por muitos como uma das cozinhas mais ricas e singulares do mundo, a gastronomia libanesa tardou em ganhar fama em Portugal, mas agora parece que veio para ficar. Em menos de um mês abriram dois restaurantes na cidade (O Za`atar, no Cais do Sodré, e o Sumaya, no Príncipe Real) e nós apostamos que mais estão a caminho.

E quais é que aconselhamos? Por enquanto, ainda há poucos, mas bons, por isso o melhor mesmo é conheceres… todos. São cinco e prometem dar-te a provar a genuína gastronomia libanesa, feita de mil e uma cores, sabores surpreendentes e aromas distantes. O nosso roteiro leva-te até Beirute sem saíres de Lisboa.

Za`atar

Aberto desde o início de outubro na Rua de São Paulo (Cais do Sodré), o Za`atar é um projeto a meias entre o português José Avillez e Joe Barza, estrela da televisão libanesa que antes de ser chefe foi guarda-costas de um antigo presidente daquele país, Bashir Ge-mayael.

O nome do restaurante é inspirado numa mistura de especiarias, que não deixarão de dar cor e sabor aos pratos desta casa, como o kebab de peixe ou a shawarma, uma especialidade do Médio Oriente com tiras do borrego ou de frango. Numa das paredes do restaurante, decorado pela também libanesa Nayla Khoury, salta à vista a frase “A vida é sempre melhor com uma pitada de za`atar”. Esta casa mostra-nos que é bem verdade.

Morada: Rua de São Paulo, nº 24 (Cais do Sodré)

Horário: Seg-Dom 12h30-15h00/19h00-00h00

Foto: Nelson Rodrigues

Sumaya

Desde setembro que o Príncipe Real também já tem um cantinho libanês, o Sumaya, aberto no nº 40 da Rua da Escola Politécnica. Esta casa promete dar a provar a verdadeira gastronomia daquele país, ou não fosse boa parte da (vasta) ementa inspirada nas receitas da avó de um dos donos, o libanês Tarek Mabsout.

Assim, se passares por lá vais encontrar os típicos mezze, pratos para partilhar, como o labneh (iogurte natural com azeitonas e alecrim) ou o samke harra (robalo com batata frita). Mas também há o famoso sikh lamhe, uma espetada de lombo, cortada em cubos grelhados, ou o sayedieh, arroz com especiarias e peixe assado no forno. Para beber, não faltam os vinhos libaneses (ilustres desconhecidos, que tens de provar) e até vários cocktails inspirados no Líbano.

Morada: Rua da Escola Politécnica, 40 (Príncipe Real)

Horário: 12h30-23h00 (sexta e sábado encerra às 00h00)

Foto: Sumaya

Muito BEY

Da mistura entre a expressão portuguesa “muito bem” e o acrónimo do aeroporto de BeiruteBEY”  nasceu o nome deste restaurante situado na zona do Cais do Sodré. A casa é deEzzat Ellaz, libanês de alma e coração que se apaixonou por Portugal, depois de ter passado pela Suíça para estudar e pela Arábia Saudita, Dubai e Kuwait, como consultor de restauração.

A carta pode ter alguns nomes que ainda te são desconhecidos (outros não tanto), mas não penses duas vezes antes de experimentares um pouco de tudo porque, acredita, vale mesmo a pena. Além dos mezze, uma espécie de petiscos à libanesa para partilhar, também tens vários hummus, mussaka de beringela, baklava e falafel, tudo acompanhado pelo manuché, o pão típico do Líbano.

Ficaste cheio de vontade de provar? Então, experimenta este delicioso menu de almoço.

Morada: Rua da Moeda, 8

Horário: Seg – qui 12.h00-15h00/19h30-00h00 (sexta e sábado até à 01h00)

Foto: Muito BEY

Restaurantes Fenícios

O primeiro restaurante tradicional libanês de Lisboa ajudou muito boa gente a descobrir os sabores destas paragens distantes, que cruzam influências culinárias europeias, mediterrânicas e orientais. Também por isso, o nº 141 da Rua do Conde Redondo (a dois passos do Marquês de Pombal) é uma autêntica embaixada do Líbano em Portugal.

Os pratos, claro, são o mais genuínos possíveis e como manda a tradição. Entre os frios, destacam-se o tabbouleh (salada), o hummus (com grão de bico) e o wearak Énab, uma especialidade libanesa servida em folha de videira recheada com arroz. Nos quentes, vale a pena experimentar, por exemplo, o kebbé maklieh (carne de vaca, trigo e cebola frita) e os falafel (pastéis recheados com grão de bico).

Morada: Rua do Conde Redondo, 141-A

Horário: Seg – Sab 12h00-15h00, 19h30-23h00

Foto: Restaurante Fenícios

Fenícios Castilho

Se uma mesa cheia de pitéus libaneses já é uma tentaçáo, agora imagina como será se juntarmos um vista incrível para Lisboa? Para saberes a resposta só tens de ir ao Fenícios Castilho, irmão do Fenícios que já existe há mais tempo na Rua do Conde Redondo (ver sugestão anterior).

Aqui, as propostas também são mais que muitas, mas se preferires simplificar, deixamos-te uma sugestão com tudo a que tens direito. Que tal um menu de Mezza Fenícia para duas pessoas?

A ideia é degustarem um pouco de tudo, como hummus, moutabal, warak enab, tabbouleh, falafel, hahm bil ajin, babneh e batata harra. São nada mais, nada menos, que oitos pratos para descobrir com um dos melhores cenários de Lisboa.

Não esperes mais! Compra aqui a tua refeição a dois no Fenícios Castilho.

Morada: Rua Castilho 14, 7º piso

Horário: Seg – Sab 19h30-23h00

Foto: Fenícios Castilho

Foto de capa: Muito Bey

(Visited 1,750 times, 2 visits today)

Tags:

You May Also Like

Casa Cid: 105 anos de comes e bebes na Ribeira

Peixeiras e saloios, anónimos e famosos, prostitutas e proxenetas, noctívagos e turistas. Desde 1913 que a Casa Cid ...

3 restaurantes cabo-verdeanos que tens mesmo de conhecer

No Dia da Morna (3 de dezembro) partimos à procura dos sabores quentes da comida cabo-verdeana e, no ...

11 hamburguerias de Lisboa

Já estás convencido de que os hambúrgueres vieram para ficar? Desde que fomos invadidos por hamburguerias artesanais (e ...