×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Made in L

6 edifícios que Lisboa viu nascer na última década

By Inês Santos

Entre 2010 e 2019, Lisboa viu nascer muitos e belos edifícios, que vieram confirmar a cidade como espaço de experimentação arquitetónica.

Alguns tornaram-se ícones da Lisboa moderna e marcaram, sem dúvida, a paisagem urbana. Estes 6 projetos, pela sua inovação, qualidade e disrupção, são exemplo disso.

Museu Nacional dos Coches

Inaugurado em maio de 2015, o novo edifício do Museu dos Coches veio completar o anterior edifício, o antigo Picadeiro do Palácio Real.

Os dois espaços, juntamente com o Paço Ducal de Vila Viçosa, formam o Museu Nacional dos Coches. O edifício é formado “por um pavilhão principal com uma nave suspensa e um anexo, com uma ligação aérea, que assegura a circulação entre os dois edifícios”.

Em 2015, este edifício ganhou o Prémio de Arquitectura do CICA, atribuído na Bienal Internacional de Buenos Aires.

Morada: Avenida da Índia, 136
Arquitetos: Paulo Mendes da Rocha e Ricardo Bak Gordon
Ano: 2015

@Fernando Guerra | FG+SG

MAAT – Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia

Projetado pela arquiteta britânica Amanda Levete do atelier AL_A, o MAAT inaugurou em outubro de 2016 e veio trazer uma nova relação entre a arte contemporânea, a cidade e o Tejo.

O percurso pedonal da frente ribeirinha passou, desde aí, a incluir a cobertura do novo edifício, algo inovador do ponto de vista arquitetónico.

Morada: Avenida 24 de Julho, 12A
Arquitetos: Amanda Levete Architects (AL_A)
Ano: 2016

@ala.uk.com

Sede da Polícia Judiciária

Apelidada de “edifício corporativo de vanguarda”, a nova sede da PJ foi construída “com base numa hierarquia de recuos geométricos”.

O estilo, embora moderno, apresenta linhas sóbrias, mas reflecte o prestígio e inovação desta instituição.

Morada: Rua Gomes Freire, 174
Arquitetos: Saraiva + Associados
Ano: 2014

Publicidade

@saraivaeassociados.com

Sede da EDP

A transparência foi o mote deste projeto, assinado pelo premiado atelier Aires Mateus.

O edifício ganhou o Prémio Valmor em 2017, um dos mais importantes prémios de arquitetura em Portugal. Nesse ano, também foi distinguido o Terminal de Cruzeiros de Lisboa.

Morada: Avenida 24 de Julho, 12A
Arquitetos: Atelier Aires Mateus e Associados
Ano: 2017 

@Francisco Caseiro | @trienaldelisboa.com

Torre de Picoas | FPM 41

Apesar de controversa, a Torre de Picoas veio trazer nova energia (e altitude) a esta zona da cidade.

O projeto, apelidado de FPM, serve de casa a inúmeros escritórios, distribuídos pelos seus 17 andares.

Morada: Avenida Fontes Pereira de Melo, 41
Arquitetos: Barbas Lopes Arquitectos
Ano: 2019

@publico.pt

Terminal de Cruzeiros de Lisboa

Com capacidade para acolher 800 mil passageiros por ano, o novo Terminal de Cruzeiros de Lisboa foi também pensado como espaço polivalente, capaz de acolher conferências e outros eventos.

A sua simplicidade convida à contemplação tanto da cidade como do rio. Em 2019, foi finalista do Prémio de Arquitetura Contemporânea da União Europeia e conquistou o Prémio Valmor.

Morada: Doca Jardim do Tabaco
Arquitetos: Carrilho da Graça Aquitectos
Ano: 2018

@carrilhodagraca.pt

Estes são os mais arquitetónicos, mas conheces os mais altos em Lisboa? Visita-os aqui!

Foto de capa: @ala.uk.com