×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Cultura

Os 5 museus preferidos dos nossos leitores

Valter Leandro Valter Leandro - Editor

Os 5 museus preferidos dos nossos leitores

No Dia Internacional dos Museus, fomos saber quais os espaços culturais preferidos dos nossos leitores. Concordas com esta escolha?

Cada um tem o seu gosto específico pelas diversas artes: teatro, cinema, dança, entre outros. Mas as artes que podem ser admiradas mais habitualmente em espaços fechados como museus, como a pintura ou a escultura, vivem o seu expoente máximo no dia de hoje: Dia Internacional dos Museus.

Por isso, e como em Lisboa existem muitos destes espaços de arte, perguntámos aos nossos leitores qual seria o seu museu preferido na cidade. E estas foram as respostas:

1 – Museu Nacional dos Coches

A 23 de maio de 1905 foi inaugurado em Lisboa o “Museu dos Coches Reaes”, iniciativa da rainha D. Amélia d’Orleães e Bragança, princesa de França e casada em 1886 com o futuro rei de Portugal D. Carlos I.

O novo edifício do Museu dos Coches é constituído por um pavilhão principal com uma nave suspensa e um anexo, com uma ligação aérea, que assegura a circulação entre os dois edifícios.

O Museu dos Coches inclui espaços para exposição permanente e temporária, áreas de reservas e uma oficina de conservação e restauro; uma Biblioteca; um Arquivo; e um Auditório. Possui ainda espaços de restauração, uma Loja do Museu e um Posto de Informação Turística, além da Praça do Museu, uma zona de acesso livre que se assume como um lugar de passeio e lazer público.

Museu Nacional dos Coches
@Museu Nacional dos Coches

2 – Museu Calouste Gulbenkian

A Fundação Calouste Gulbenkian foi criada em 1956 por testamento de Calouste Sarkis Gulbenkian, filantropo de origem Arménia que viveu em Lisboa entre 1942 e 1955, ano em que faleceu.

A Fundação conta com um museu, que alberga a coleção particular do Fundador e uma coleção de arte moderna e contemporânea; uma orquestra e um coro; uma biblioteca de arte e arquivo; um instituto de investigação científica; e um jardim, que é um espaço central da cidade de Lisboa, onde decorrem também as atividades educativas.


Queres saber quem foi Calouste Gulbenkian? Espreita este artigo.


@fcgulbenkian

3 – Museu Nacional de Arte Antiga

Criado em 1884, habitando, há quase 130 anos, o Palácio Alvor e cumprindo mais de um século da atual designação, o Museu Nacional de Arte Antiga alberga a mais relevante coleção pública portuguesa, entre pintura, escultura, ourivesaria e artes decorativas, europeias, de África e do Oriente.

Publicidade

Composto por mais de 40 mil peças, o acervo do MNAA compreende o maior número de obras de Pintura, Escultura e Artes Decorativas, classificadas pelo Estado como “tesouros nacionais”. Engloba também, nos diversos domínios, obras de referência do património artístico mundial.

@mnaa_lisboa

4 – MAAT

O Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, mais conhecido pela abreviatura MAAT, é um dos museus mais modernos de Lisboa, por onde passa grande parte da arte contemporânea na capital portuguesa.

O MAAT foi inaugurado em 2016, sendo por isso um dos espaços culturais mais recentes da cidade, é gerido pela Fundação EDP e assume-se como uma instituição internacional que promove o discurso crítico e a liberdade criativa, num misto entre passado, presente e futuro.


Sabe mais sobre o MAAT


@jo-kassis

5 – Casa Fernando Pessoa

Nos últimos 15 anos da sua vida, o poeta Fernando Pessoa habitou nesta casa, no famoso 1º Direito, que acaba por ser uma das grandes novidades desta renovação, tendo sido construída uma réplica desse apartamento.

A Casa Fernando Pessoa dispõe, a todos os seus visitantes (quando as restrições da pandemia forem levantadas), de uma exposição em três pisos em que é abordada a vida e a obra do escritor. Podes ainda visitar uma extensa biblioteca especializada em poesia de todo o mundo.


Sabe mais sobre a Casa Fernando Pessoa


casa fernando pessoa
@EGEAC

E estes são os nossos 10 museus preferidos em Lisboa.

Foto de capa: @laurent-de-brito