×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Cultura O Que Fazer

Nestas casas viveram portugueses muito famosos

Bruna Castro Bruna Castro

Nestas casas viveram portugueses muito famosos

Uma cidade faz-se dos seus habitantes, e Lisboa não vive só de turistas e curiosos.

Os portugueses também têm história (com “h” grande) para contar, e nós decidimos mostrar-te onde em tempos viveram algumas figuras famosas.

Fernando Pessoa

Possivelmente o poeta português mais conhecido de todos, o homem de múltiplos heterónimos que continua a encantar os leitores com a sua escrita.

Viveu os últimos 15 anos da sua vida em Campo de Ourique, onde hoje podemos encontrar a Casa Museu Fernando Pessoa. Está aberta ao público, onde pode ser visto o seu quarto, com alguns dos seus objetos pessoais, exibindo regularmente exposições e com um programa cultural diverso.

Morada: Rua Coelho da Rocha 16 (Campo de Ourique)
Horário: de 2ª feira a sábado, das 10h às 18h

@fabioinvista

Amália Rodrigues

Foi na Casa Amarela que Amália Rodrigues viveu durante 50 anos. Como a fadista deixou a sua casa é como ela ficou, e assim foi mantida até hoje, para a podermos ver.

Transformada na Fundação Amália Rodrigues, tem visitas guiadas todos os dias, e um belo jardim com concertos intimistas de fado e deliciosos petiscos.

Morada: Rua de São Bento 193 (São Bento)

Maria Severa Onofriana

De origem cigana, diz-se que tinha uma beleza exótica. Considerada por muitos a fundadora do fado tipicamente lisboeta, conta-se que ficou famosa por cantar os seus fados à janela, para quem passava na rua.

Na Mouraria podemos encontrar o “Largo da Severa”, e a casa onde vivia assinalada com uma indicação, e com uma bonita guitarra desenhada na calçada portuguesa.

Morada: Rua do Capelão 35A (Mouraria)

Largo da Severa, onde está localizada a Casa da Severa

Luís de Camões

Poeta renovador da língua portuguesa, a sua obra “Os Lusíadas” é reconhecida como um dos maiores símbolos nacionais. Camões foi e é, uma das maiores referências da comunidade lusófona.

Apesar de existirem dúvidas sobre o local onde de fato viveu em 1580, é assumido pela população em geral que foi perto da Igreja de Santa Ana. 

Publicidade

O Largo de Camões é um dos maiores pontos de encontro da cidade.

Morada: Calçada de Santana 139 (Martin Moniz)

@cgcristinagomes

Cesário Verde

A casa onde viria a morrer Cesário Verde é um dos exemplos de degradação e mau cuidado de casas históricas.

Ainda assim, vale sempre a pena visitar a fachada e recordar o poeta impressionista do campo e da cidade, acompanhados da leitura do “Livro de Cesário Verde”.

@sofia7santos

António de Oliveira Salazar

Uma personagem controversa, mas muito marcante na história do nosso país. I

Inspirado pelo fascismo e pela religião católica, instaurou uma política nacionalista durante vários anos (muito conturbados) em Portugal. Hoje, a sua casa está ao abandono.

Morada: Rua Bernardo Lima 64 (Marquês de Pombal)

@paulo.v.martins

Luís António Alves dos Santos

Conhecido como “O Negro”, Luís dos Santos recebeu a sua alcunha por ter sido o último carrasco em Portugal.

Vivia algures no Pátio do Carrasco, que, reza a lenda, ainda hoje é assombrado pelos gritos das vítimas de Luís. Será? O melhor é comprovares por ti mesmo!

Morada: Pátio do Carrasco (Alfama)

@jorgebaixinho

Muitas das casas que algum dia pertenceram a alguém importante, estão abandonadas, mal preservadas ou só perdidas.

Algumas já desapareceram, como aconteceu com a casa de Almeida Garrett, na Rua Saraiva de Carvalho, no bairro da Estrela.

E tu? Já conhecias algumas destas moradas? Conhece aqui outras ruas de Lisboa!