10 sítios que tens de visitar em Mafra e na Ericeira - Lisboa Secreta
×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
O Que Fazer

10 sítios que tens de visitar em Mafra e na Ericeira

By Nelson Rodrigues Maio 27, 2019

Quantos concelhos em Portugal podem gabar-se de ter um dos mais importantes palácios do país, 13 praias incríveis e uma gastronomia com peixes e mariscos que deixam água na boca?

Mafra pode. E nós, aqui tão perto, temos de o aproveitar. A 45 minutos de Lisboa, há muito para visitar, como o Palácio e o Convento de Mafra, a Tapada e, claro, as belas vilas de Mafra e da Ericeira. Ora vê o nosso roteiro e parte à descoberta de um Oeste feito de História e de mar.

1 – Palácio Nacional e Convento de Mafra

Mandado construir pelo Rei D. João V no século XVIII, é um dos mais incríveis palácios portugueses e o mais importante monumento barroco do país. É composto pelo Paço Real, pela Basílica e pelo Convento, um conjunto monumental com 1200 divisões e 4700 portas e janelas.

De todas, a mais fascinante é, provavelmente, a Biblioteca, uma das mais bonitas e importantes do Mundo, que guarda nas suas estantes cerca de 40 mil livros. Destaque ainda para os seis orgãos e para os dois carrilhões com 92 sinos que estão na Basílica, também eles únicos no Mundo.

2 – Jardim do Cerco

Junto ao Convento, este jardim inspirado em Versailles tem cerca de oito hectares e um traçado tipicamente barroco. Por lá, vais encontrar espelhos de água, uma nora centenária, árvores frondosas e a chamada Horta dos Frades, com plantas utilizadas em produtos medicinais.

Não deixes também de conhecer o Horto das Aromáticas, com 39 espécies de plantas medicinais culinárias.

@ericeiracamping.com

3 – Igreja de Santo André

Apesar de desconhecida por muitos, esta igreja na “Vila Velha” de Mafra guarda séculos de história, ou não tivesse sido construída no século XIV, a mando de D. Dinis. É um dos mais importantes exemplos da arquitetura gótica paroquial da região, mas apenas pode ser visitada mediante marcação prévia (tel. 261 819 711).

@patrimoniocultural.gov.pt

4 – Tapada Nacional de Mafra

Criada em 1747 como parque de lazer e caça para o Rei D. João V, é a maior zona natural murada do país, com cerca de 819 hectares. Além de uma grande variedade de flora, alberga também muitos animais em liberdade, como veados, javalis, gamos, répteis e aves.

Um local incrível para passear, mas também para fazer atividades em grupo ou em família, como passeios de burro, visitas noturnas e tiro com arco.

@visitportugal.com

5 – Aldeia Típica José Franco

À primeira vista, esta aldeia é como as outras. Tem um castelo, as casinhas brancas com listas azuis, um moinho e oficinas. Mas na verdade é uma recriação de uma aldeia típica portuguesa, construída nos anos 60 do século passado.

Em modo de homenagem à sua terra e às suas memórias, o oleiro José Franco reconstruiu tudo o que caracteriza uma aldeia, mas em ponto mais pequeno. Um espaço curioso e autêntico, que faz as delícias de miúdos e graúdos.

6 – Aldeia da Mata Pequena

É uma típica aldeia saloia, situada nos arredores de Mafra e a menos de uma hora de Lisboa. Recuperada para o turismo, é composta por uma dúzia de casinhas, todas diferentes, onde se pode descansar e aproveitar a tranquilidade da região. Tem uma pequena quintinha com animais que os miúdos adoram.

@asnossasaldeias

7 – Centro de Recuperação do Lobo Ibérico

Criado em 1987 pelo Grupo Lobo, na Quinta da Murta (Gradil), é um espaço único no país que acolhe lobos que não podem viver em liberdade, vítimas por exemplo de armadilhas ou maus tratos. Aqui, podem estar em condições semi-naturais, num espaço cercado, mas de grandes dimensões, com cerca de 17 hectares arborizados.

@visitportugal.com

8 – Praias

Com uma invejável costa de 11 quilómetros, o concelho de Mafra tem 13 praias: Porto Barril, Calada, São Lourenço, Coxos, Ribeira d`Ilhas, Empa, Matadouro, São Sebastião, Algodio, Pescadores, Sul, Foz do Lizandro e São Julião.

Todas tem águas límpidas e frias (só custa a entrar), além de uma ondulação que convida ao surf e ao bodyboard. Não é por acaso que a organização norte-americana Save The Waves Coalition classificou a Ericeira como Reserva Mundial de Surf.

@dhcmatias

9 – Ericeira

As praias fazem a fama da Ericeira, mas esta vila piscatória tem muito mais para conhecer. O melhor ponto de partida para qualquer passeio é a Praça da República, conhecida por todos como Largo do Jogo da Bola, onde turistas e locais se juntam para descontrair numa esplanada, fazer compras nas lojas ou visitar o Centro de Interpretação da Reserva Mundial de Surf da Ericeira.

A dois passos, fica o belo edifício da Casa da Cultura Jaime Lobo e Silva, antigo Casino da Ericeira. Nos arredores vale a pena visitar a Praia dos Pescadores, o Parque de Santa Marta, mesmo em frente ao mar, as inúmeras igrejas espalhadas pela vila (ver ponto 10) e, claro, os seus restaurantes, especializados em marisco e peixe fresco.

@cm-mafra.pt

10 – Igrejas da Ericeira

A fé da vila e dos seus pescadores ganhou forma em vários templos religiosos, com destaque para a Igreja de São Pedro, situada no Largo com o mesmo nome, cujas origens remontam a meados do século XV. A esta, juntam-se ainda a Igreja da Misericórdia da Ericeira e a Igreja de Santa Marta.

Mais pequenas, mas igualmente belas, são a Capela de Nossa Senhora da Boa Viagem e a Capela de São Sebastião.

@paroquiadaericeira.pt

Foto de capa: @fernandofcastro