Três livros bem originais sobre Lisboa - Lisboa Secreta
×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Made in L

Três livros bem originais sobre Lisboa

By Inês Santos Janeiro 20, 2020

Lisboa é matéria-prima de músicas, filmes e livros e nos últimos tempos tem sido o mote para novos suportes, originais e criativos. 📚

Eis os últimos três que despertaram a nossa atenção:

Nova Lisboa

Foto: @mruiandre.com

Depois de a sua senhoria ter decidido aumentar em 500 euros a renda do seu apartamento na Lapa, Alex Couto sentiu na pele a gentrificação que todos os dias domina cabeçalhos e rodapés de telejornal. Mudou de concelho e decidiu escrever um livro sobre esta esta nova realidade lisboeta, onde os novos vizinhos do lado falam francês e onde as tostas de abacate tentam destronar os bitoques. O resultado é “Nova Lisboa”, livro a que o autor chama de “guia turístico literário” e onde se traça um paralelo entre o que foi e o que agora é, sempre com um tom cáustico mas muito pertinente.

Map for Crying in Lisbon

Foto: @joanaestrela.com

Quando estás por Lisboa e tudo o que te apetece fazer é chorar, este é o livro certo para ti. Criado pela ilustradora Joana Estrela, o Map for Crying Travellers lista os dez melhores sítios da cidade para choramingar, carpir ou chorar copiosamente. O Oceanário ou os jardins da Gulbenkian são alguns dos locais que fazem parte deste roteiro, poético e dramático.

Lx Joga: Lisboa Como Nunca Viu

Foto: @lxjoga

Depois dos livros LX60, LX70 e LX80, a autora Joana Stichini Vilela lançou um novo livro sobre a história de Lisboa que foca, de forma mais ampla, o século XX. A ideia é abordar as histórias dentro da História mas de forma dinâmica e divertida, com jogos, colagens, recortes e puzzles. Podes, por exemplo, recortar e montar o avião de Gago Coutinho e Sacadura Cabral, recortar e brincar com as personagens de Vasco Santana ou Beatriz Costa (na fotografia) ou brincar ao “quantos-queres” com os programas televisivos mais populares, enquanto escreves o teu próprio Manifesto Anti-Dantas.

Foto de capa: @mruiandre.com