×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...

Há um novo restaurante em Lisboa com uma estrela Michelin

Valter Leandro Valter Leandro - Editor

equipa do restaurante cura, vencedora de uma estrela michelin
Lisboa acaba de ficar mais rica no que respeita à fina gastronomia. É que o restaurante CURA recebeu ontem, na Gala do Guia Michelin Espanha & Portugal 2022, a sua primeira estrela Michelin, tornando-se no 13º restaurante da Grande Lisboa galardoado com este mérito da culinária mundial.
o chef pedro pena bastos no restaurante CURA
Chef Pedro Pena Bastos, do restaurante CURA em Lisboa | @curalisboa

15 estrelas Michelin na Grande Lisboa

A partir de hoje, Lisboa conta com 15 estrelas Michelin, sendo que alguns restaurantes na cidade detêm duas destas nomeações: o Belcanto do Chef José Avillez e o Alma do Chef Henrique Sá Pessoa.

Esta é a lista de restaurantes na Grande Lisboa, com estrelas Michelin “coladas” na porta de entrada.

Com 2 estrelas Michelin:

  • Belcanto, do Chef José Avillez
  • Alma, do Chef Henrique Sá Pessoa

Com 1 estrela Michelin:

  • CURA, do Chef Pedro Pena Bastos (novo)
  • 100 Maneiras, do Chef Ljubomir Stanisic
  • Eleven, do chef Joachim Koerper
  • Eneko Lisboa, dos Chefs Eneko Atxa e Lucas Bernardes
  • Epur, do Chef Vincent Farges
  • Feitoria, do Chef João Rodrigues
  • Fifty Seconds by Martín Berasategui, do Chef Filipe Carvalho
  • Fortaleza do Guincho, do Chef Gil Fernandes
  • LAB by Sergi Arola, dos Chefs Sergi Arola e Vladimir Veiga
  • Loco, do Chef Alexandre Silva
  • Midori, do Chef Pedro Almeida
chef henrique sá pessoa
Chef Henrique Sá Pessoa, do restaurante Alma, em Lisboa | @henriquesapessoa

CURA, o mais recente vencedor Michelin

O Chef responsável pela cozinha do restaurante CURA é Pedro Pena Bastos, que se inspira na cidade de Lisboa para criar todos os seus pratos.

Instalado no Ritz Four Seasons Hotel Lisbon, no CURA vais poder provar alguns dos pratos de assinatura mais inebriantes que já viste, sempre com um visual de deixar qualquer um de boca aberta.

prato de alta culinária no restaurante cura, em Lisboa
@curalisboa

Além disso, prima por ingredientes sempre frescos, da época e meticulosamente escolhidos pelo Chef.

A melhor forma de te explicar como trabalha o CURA é ver o vídeo sobre este magnífico restaurante, o mais recente em Lisboa a ser galardoado com uma estrela Michelin.

 

Os vencedores no Algarve, Alentejo e Porto

Lisboa recebeu mais uma estrela Michelin, mas a zona do Algarve continua a ser a que detém mais restaurantes com esta distinção culinária, tendo recebido nesta edição do Guia Michelin, duas novas estrelas, em Tavira e Lagos.

Na Gala do Guia Michelin de ontem, que aconteceu no auditório do Palau des Arts Reina Sofía, em Valência, foram distinguidos outros quatro restaurantes portugueses, além do Cura em Lisboa:

  • A Ver Tavira, do Chef Luís Brito (Tavira, Algarve)
  • Al Sud, do Chef Louis Anjos (Lagos, Algarve)
  • Esporão, do Chef Carlos Teixeira (Herdade do Esporão, Reguengos de Monsaraz)
  • Vila Foz, do Chef Arnaldo Azevedo (Porto)
prato de assinatura no restaurante Vila Foz, no Porto
@vilafozhotel

Portugal não perde nenhuma estrela

Uma das grandes novidades foi também o facto de Portugal manter todas as estrelas Michelin ganhas até agora, sendo que ainda não foi desta que conseguiu a tão almejada terceira estrela, que significa “uma cozinha única, justifica a viagem”.

Desta forma, no total do país, passamos a contar com sete restaurantes com duas estrelas Michelin (“cozinha excelente, vale a pena o desvio”), e 26 com a distinção de uma estrela do conhecido guia de estradas:

Com 2 estrelas Michelin:

  • Belcanto, do Chef José Avillez (Lisboa)
  • Alma, do Chef Henrique Sá Pessoa (Lisboa)
  • Casa de Chá da Boa Nova, do Chef Rui Paula (Leça da Palmeira)
  • Il Gallo d’Oro, do Chef Benoît Sinthon (Funchal)
  • Ocean, do Chef Hans Neuner (Alporchinhos)
  • The Yeatman, do Chef Ricardo Costa (Vila Nova de Gaia)
  • Vila Joya, do Chef Dieter Koschina (Albufeira)

Com 1 estrela Michelin:

  • CURA, do Chef Pedro Pena Bastos (Lisboa)
  • 100 Maneiras, do Chef Ljubomir Stanisic (Lisboa)
  • Eleven, do chef Joachim Koerper (Lisboa)
  • Eneko Lisboa, dos Chefs Eneko Atxa e Lucas Bernardes (Lisboa)
  • Epur, do Chef Vincent Farges (Lisboa)
  • Feitoria, do Chef João Rodrigues (Lisboa)
  • Fifty Seconds by Martín Berasategui, do Chef Filipe Carvalho (Lisboa)
  • Fortaleza do Guincho, do Chef Gil Fernandes (Cascais)
  • LAB by Sergi Arola, dos Chefs Sergi Arola e Vladimir Veiga (Sintra)
  • Loco, do Chef Alexandre Silva (Lisboa)
  • Midori, do Chef Pedro Almeida (Sintra)
  • A Cozinha, do Chef António Loureiro (Guimarães)
  • Antiqvvm, do Chef Vítor Matos (Porto)
  • Al Sud, do Chef Louis Anjos (Lagos)
  • A Ver Tavira, do Chef Luís Brito (Tavira)
  • Bon Bon, do Chef José Lopes (Carvoeiro)
  • Esporão, do Chef Carlos Teixeira (Reguengos de Monsaraz)
  • G Pousada, do Chef Óscar Gonçalves (Bragança)
  • Gusto by Heinz Beck, do Chef Libório Buonocore (Almancil)
  • Largo do Paço, do Chef Tiago Bonito (Amarante)
  • Mesa de Lemos, do Chef Diogo Rocha (Viseu)
  • Pedro Lemos, do Chef Pedro Lemos (Porto)
  • Vila Foz, do Chef Arnaldo Azevedo (Porto)
  • Vista, do Chef João Oliveira (Portimão)
  • Vistas, do Chef Rui Silvestre (Vila Nova de Cacela)
  • William, do Chef Luís Pestana (Funchal)

Da parte da Lisboa Secreta, parabéns a todos os novos vencedores e a todos os que conseguiram manter as suas estrelas Michelin, mesmo nos tempos conturbados em que vive este setor, o que aumenta ainda mais o prestígio de todos os restaurantes portugueses.

Quem sabe, um dia, também estes restaurantes possam ser galardoados com uma destas estrelas Michelin.

Os piores restaurantes em Lisboa e porque, mesmo assim, os deves visitar

 

Gastronomia Notícias