×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Cultura O Que Fazer

Exposições gratuitas em Lisboa: fotografia, pintura e escultura

Valter Leandro Valter Leandro - Editor

Exposições gratuitas em Lisboa: fotografia, pintura e escultura

Em Lisboa há sempre muito para ver, fazer e visitar e, muitos destes planos, são grátis. Estas são as nossas sugestões para os próximos dias. 🤑🥳🤩

Já aqui falámos de museus gratuitos em Lisboa… todos os dias. Mas hoje vamos apresentar-te uma lista de exposições que podes visitar gratuitamente durante os próximos dias.

Nelas vais poder ver e admirar várias trabalhos de fotografia, pintura e escultura, assim como ficar a conhecer melhor os espaços onde estas se encontram expostas. Aceitas o convite? Então vamos lá!

IN·VO·CA·ÇÃO

De 22 a 24 de outubro, entre as 17h e as 21h30, no restaurante Tágide Wine & Tapas Bar, vais poder apreciar várias obras dos artistas Carolina Mascarenhas, Diana Pereira, Maria Correia da Luz, Rodrigo Empis, Simão Andrade, Tomás Serrão e Vera Kace, todos eles artistas/alunos da Faculdade de Belas-Artes de Lisboa.

IN·VO·CA·ÇÃO uma exposição que se define como o “Chamamento que se dirige a quem ou ao que desejamos que se manifeste ou nos venha em auxílio”, e que remete para as diferentes linguagens e vertentes técnicas pelas quais podemos “chamar” a Arte.

Morada: Largo da Academia Nacional de Belas Artes 18-20
Datas: De 22 a 24 de outubro, entre as 17h e as 21h30

@Carolina Mascarenhas

SAY MY NAME AND I WILL TELL YOU MY STORY

A exposição “SAY MY NAME AND I WILL TELL YOU MY STORY” é um projeto colaborativo da artista Evgenia Emets e da curadora Inês Valle e aborda as narrativas e histórias do eucalipto desde os seus significados indígenas até ao seu uso na sociedade atual.

Além da instalação artística no Espaço Espelho d’Água em Belém, Lisboa, inclui diversas atividades paralelas como debates e conversas sobre sustentabilidade, conhecimento indígena entre outros.

Morada: Espaço Espelho d’Água (Belém)
Datas: Inauguração no dia 22; exposição de 22 de outubro a 6 de novembro, entre as 11h e as 23h

Esculturas infinitas

Patente na Galeria Principal da Fundação Calouste Gulbenkian, esta exposição reúne esculturas de 18 artistas contemporâneos e obras da coleção de gessos da Faculdade de Belas-Artes de Lisboa, analisando a importância da técnica da moldagem nas práticas artísticas atuais e explorando as suas infinitas possibilidades.

Juntamente com os gessos históricos são mostradas obras de David Bestué, Marie José Burki, Christine Borland, Steven Claydon, Michael Dean, Aleksandra Domanović, Asta Gröting, Simon Fujiwara, Oliver Laric, Jumana Manna, Jean-Luc Moulène, Charlotte Moth, Rogério Taveira, Francisco Tropa, Xavier Veilhan, Marion Verboom, Daphne Wright e Heimo Zobernig, artistas selecionados pelo seu fascínio pela moldagem e pelas suas múltiplas possibilidades.

Morada: Avenida de Berna, 45A (Fundação Calouste Gulbenkian)
Datas: Até 25 de janeiro 2021, entre as 10h e as 18h (encerra às terças-feiras)

Publicidade

@Ricardo Oliveira Alves

Mundus Imaginalis by Error-43

“Mundus Imaginalis” foi concebido no contexto da pandemia covid-19, que obrigou toda a humanidade a um confinamento social sem precedentes. A peça expressiva, que apela aos sentidos e à reflexão, assume-se como a celebração da vida em comunidade, sem envolver contato físico entre os visitantes.

A instalação de arte aérea “Mundus Imaginalis” apresenta-se como uma bola de espelhos que celebra o fim do confinamento, dos momentos que vivemos no multiverso das nossas realidades, repartidas entre as nossas casas, pensamentos e sonhos, que não tivemos oportunidade de partilhar na presença física de outros humanos. A peça de arte representa o sítio onde essas realidades se juntam de novo.

Morada: Avenida Lusíada (Centro Comercial Colombo)
Datas: Até 31 de outubro, entre as 08h30 e as 24h

@Gui Morelli

Diário de Uma Pandemia

É uma exposição que reúne vários trabalhos de fotógrafos, fotojornalistas, videógrafos e alguns documentários.

Para visitar em dois andares na Galeria CC11, em Alvalade, o “Diário de Uma Pandemia” divide-se em quatro áreas: a “Everydaycovid”, que é um projeto fotográfico português lançado no Instagram durante a pandemia; “Dias da Pandemia Pela Imprensa Nacional”, com as capas dos jornais e revistas portugueses; “Retratos de Portugal pelas agências de notícias”, que oferece uma seleção de fotografias das principais agências EPA/Lusa, Reuters, AFP, AP e Getty Images; e, por fim, o “Claro e Escuro”, dedicado a fotografias de autor.

Morada: Rua do Centro Cultural 11 (Alvalade)
Datas: De 3ª a sábado, entre as 15h30 e as 19h30

@CC11

Éden de Daniel Blaufuks

A exposição integra uma seleção do conjunto de 36 provas, datadas de 1991, que fazem parte do acervo do Arquivo Municipal de Lisboa e que apenas foram apresentadas nesse mesmo ano, nos espaços do antigo Cinema Éden, aos Restauradores.

A seleção das imagens e a curadoria são da responsabilidade de Sofia Castro.

Morada: Rua da Palma 246 (Arquivo Municipal de Lisboa – Fotográfico)
Datas: De 2ª a 6ª, entre as 13h30 e as 16h30

@Arquivo Municipal de Lisboa – Fotográfico

NOTA DA REDAÇÃO: os eventos ou espaços publicados estão sujeitos a reserva, adiamento ou cancelamento devido ao surto de coronavírus. Recomendamos que confirmes junto dos promotores a realização de cada um.

Foto de capa: @julio-nery