×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Notícias

CORONAVÍRUS: Lisboa com medidas de apoio a crianças, idosos, sem-abrigo e serviços

Valter Leandro Valter Leandro - Editor

idoso a subir uma rua de lisboa

Crianças, idosos, sem-abrigo e profissionais dos serviços essenciais para a cidade são alvo de preocupação.⚠️

A Câmara Municipal de Lisboa anunciou uma série de novas medidas que visam minorar o impacto que o novo coronavírus está a provocar à cidade de Lisboa.

Com a ativação do Plano de Contingência a 4 de março, o município começou por assegurar o funcionamento de todos os serviços municipais, encerrou espaços, suspendeu eventos e reforçou toda a sua rede de informação e sensibilização em virtude da pandemia de coronavírus, sendo que todas as prioridades passaram para o atendimento digital.

pessoa e utilizar um computador portátil para enviar e-mail
@John Schnobrich

4 medidas para ajudar os mais desfavorecidos:

Numa altura em que já fecharam praticamente todos os estabelecimentos de ensino do país e muitas famílias estão em casa, mais do que nunca é imprescindível tratar daqueles que têm poucos recursos, nomeadamente os mais pobres, idosos em situações vulneráveis e, claro, todos os profissionais que todos os dias continuam a “cuidar” de todos os munícipes de Lisboa.

Para crianças e famílias carenciadas

Vão estar em funcionamento 26 cozinhas e refeitórios em escolas por toda a cidade, como forma de garantir a alimentação completa do dia aos alunos beneficiários da ação social escolar.

Para os mais idosos

Aos mais idosos serão garantidas refeições quentes, higiene pessoal e medicamentos, numa medida que abrange cerca de quatro mil pessoas a quem este apoio já é garantido, estendendo-se também aos que já se encontravam em Centros de Dia que, relembramos, tiveram de ser encerrados.

Publicidade

homem junto ao cais das colunas em Lisboa
@wendelmoretti

Para os sem-abrigo

Todos os centros de acolhimento terão planos de contingência devidamente aprovados, com medidas de higienização e espaços de isolamento para casos potencialmente suspeitos. Serão abertos dois novos espaços com condições para a realização de quarentena.

Para os profissionais dos serviços essenciais

Em articulação com o Ministério da Educação, foram abertas nove escolas da cidade para acolher os filhos destes profissionais ligados aos setores da saúde, forças de segurança e bombeiros:

  • Escola Básica de São Vicente (Telheiras)
  • Escola Secundária Gil Vicente
  • Escola Básica Mestre Arnaldo Louro de Almeida
  • Escola Básica Patrício Prazeres
  • Escola Secundária do Lumiar
  • Escola Secundária do Restelo
  • Escola Básica Leão de Arroios
  • Escola Básica Nuno Gonçalves
  • Escola Básica Paulino Montez

Segue aqui tudo sobre o novo CORONAVÍRUS em LISBOA: dados e recomendações (em atualização)

 Foto de capa: @Annie Spratt