×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Cultura

Estas são as 10 bibliotecas mais bonitas do mundo, e três delas ficam em Lisboa

By Valter Leandro

Estas são as 10 bibliotecas mais bonitas do mundo, e três delas ficam em Lisboa

Arquitetura, decoração e milhares de livros. Foram estas as condições para entrar nesta lista, com as bibliotecas mais bonitas no mundo inteiro. 📚😍

Hoje é o melhor dia para saber um pouco mais sobre bibliotecas, os locais onde se guardam, religiosamente, milhares de livros. Porque é no dia 23 de abril que se celebra o Dia Mundial do Livro.

Se estás a pensar o porquê desta data, ela é simples de explicar: foi neste dia que deixaram o mundo terreno três grandes escritores: Inca Garcilaso de la Vega, Miguel de Cervantes e William Shakespeare.

Neste artigo vais encontrar as 10 bibliotecas que, por apresentarem uma arquitetura e decoração de relevo, são as mais bonitas do mundo, para a redação da Lisboa Secreta (que escolheu as de Lisboa), para a National Geographic e para a Civitatis.


Também poder ler: as bibliotecas mais bonitas de Lisboa e arredores


1 – Biblioteca da Academia das Ciências, em Lisboa, Portugal

Começamos por uma das que mais gostamos, a Biblioteca da Academia das Ciências, que fica situada no antigo Convento de Jesus, no Bairro Alto.

Esta biblioteca ocupa o imponente Salão Nobre da Academia das Ciências, e aqui vais ficar deslumbrado com as pinturas do teto e com as estantes em talha dourada que revestem as suas paredes.

Além das obras da própria Academia, fundada em 1779, também integra boa parte da antiga Livraria do Convento de Jesus, contando com cerca de três mil manuscritos e uma valiosa coleção de obras dos séculos XIV, XV, XVI e XVII.

2 – Biblioteca do Trinity College, em Dublin, Irlanda

O Trinity College de Dublin possui a maior biblioteca de investigação da Irlanda, e conta com mais de quatro milhões de livros. Foi inaugurada em 1801 e recebe um exemplar de todas as obras publicadas na Grã-Bretanha e na Irlanda.

Nela, podes ainda visitar a bela Long Room, a sala mais antiga da biblioteca do Trinity College, cheia de estantes de madeira que parecem não ter fim, bustos de mármore, pequenas escadas e uma harpa muito antiga que se tornou num emblema nacional.

Nesta biblioteca também vais encontrar o Livro de Kells, um manuscrito cristão meticulosamente decorado, cujas origens remontam ao século IX.

3 – Real Gabinete Português de Leitura, no Rio de Janeiro, Brasil

O Rio de Janeiro tem um dos melhores exemplos arquitetónicos do estilo neo-manuelino. Este tipo de edifícios, construídos entre meados do século XIX e inícios do século XX, resgata o estilo gótico-renascentista popular durante o reinado de Manuel I de Portugal.

A decoração sobrecarregada do Real Gabinete Português de Leitura é um exemplo perfeito dessa estética. É fascinante!

4 – Biblioteca do Mosteiro de Admont, em Steiermark, Áustria

Esta biblioteca fica nos Alpes austríacos, no mosteiro de Admont, fundado em 1074, tendo-se tornado um dos principais centros culturais e espirituais da Idade Média, quando a abadia começou a reunir importantes livros.

O arquiteto responsável pela biblioteca, como está hoje, foi Joseph Hueber, um artista barroco que criou uma verdadeira catedral de luz para guardar os livros do mosteiro.

É, por muitos, considerada como a Oitava Maravilha do Mundo, destacando-se pelas suas cúpulas decoradas com frescos coloridos, pelas belas prateleiras em tons brancos e dourados e pelas curiosas portas secretas e esculturas
de Josef Stammel.

5 – Biblioteca da Cruz Vermelha, em Lisboa, Portugal

O Palácio da Rocha do Conde d’Óbidos, junto ao Museu Nacional de Arte Antiga, serve de morada à sede da Cruz Vermelha Portuguesa, onde está instalada esta bonita (e desconhecida) biblioteca.

O seu acervo conta com cerca de 16 mil títulos, desde monografias a publicações periódicas nacionais e estrangeiras.

Do espaço, destacam-se as pinturas do teto, as estantes em madeira e a balaustrada em redor, além de um imponente lustre de cristal, no centro da sala, produzido pela Fábrica da Marinha Grande.

Publicidade

Foto por VisitLisboa

6 – Biblioteca pública de Nova Iorque, Estados Unidos da América

A biblioteca pública de Nova Iorque é uma das mais frequentadas por estudantes, investigadores e, claro, pelos turistas que visitam “a cidade que nunca dorme” todos os anos.

Além de ser uma das bibliotecas mais bonitas do mundo, é uma das maiores dos Estados Unidos. As famosas esculturas de leões à entrada, os frescos da Rose Main Reading Room e os enormes candelabros e mesas de carvalho são os protagonistas deste lugar.

7 – Biblioteca George Peabody, em Baltimore, Estados Unidos da América

Em Baltimore fica outra das bibliotecas mais bonitas do mundo. Foi construída no final do século XIX, graças a George Peabody, conhecido como o pai da filantropia moderna.

A sua impressionante sala de leitura destaca-se pelos andares repletos de colunas e varandas interiores de ferro forjado.

8 – Biblioteca Pública de Estugarda, Alemanha

Estugarda possui um arquivo literário extremamente moderno, onde o minimalismo e os tons claros são os protagonistas.

O edifício foi inaugurado em 2011, desenhado pelo arquiteto coreano Eun Young Yi, e conta com 11 andares divididos em 2000 metros quadrados de superfície.

Muitos dos visitantes comparam este lugar a um cubo de Rubik gigante. 

9 – Biblioteca Joanina de Coimbra, Portugal

Descrita como uma das bibliotecas “mais bonitas e ricamente decoradas”, este grande arquivo foi construído entre 1717 e 1728, por ordem do rei João V.

A biblioteca destaca-se pela sua decoração rococó que faz com se assemelhe mais a uma capela que a um arquivo bibliográfico.

Os tetos pintados, as estantes com folha de ouro feitas de madeiras exóticas e os exemplares valiosos de livros antigos compõem esta coleção.

Uma curiosidade fascinante: todas as noites, uma colónia de morcegos contribui para a manutenção da biblioteca eliminando os insetos que invadem o recinto.

10 – Biblioteca do Convento de Mafra, Lisboa, Portugal

Fica localizada no Palácio Nacional de Mafra, mandado construir pelo Rei D. João V no século XVIII, e é um dos mais incríveis palácios portugueses e o mais importante monumento barroco do país. É composto pelo Paço Real, pela Basílica e pelo Convento, um conjunto monumental com 1200 divisões e 4700 portas e janelas.

De todas, a mais fascinante é, provavelmente, a Biblioteca, uma das mais bonitas e importantes do Mundo, que guarda nas suas estantes cerca de 40 mil livros.

Entre as preciosidades que guarda religiosamente, estão uma primeira edição do Alcorão (1543), uma Bíblia de 1514 ou uma primeira edição de “Os Lusíadas”.

Foto por Palácio Nacional de Mafra

Quem gosta de livros gosta de livrarias, certo? Estas são as nossas preferidas em Lisboa.

8 livrarias que tens de descobrir em Lisboa (mais projeto extra)

Foto de capa: Biblioteca Mosteiro Admont Austria