×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Notícias

A 3ª fase de desconfinamento começa hoje: o que muda e o que reabre

Carolina Bessa Carolina Bessa

terceira fase desconfinamento

Voltam os cinemas e termina a obrigatoriedade do teletrabalho.

Começa hoje, dia 1 de junho, a terceira fase do plano de desconfinamento apresentado pelo Governo. Após terem reaberto creches e restaurantes, entre outros, hoje reabrem os cinemas e teatros, as crianças do pré-escolar podem regressar à escola e termina a obrigatoriedade do teletrabalho.

Na passada sexta-feira, António Costa apresentou ao povo português o plano geral para esta terceira fase, após ter sido discutido em Conselho de Ministros. Contudo, e como a região de Lisboa e Vale do Tejo apresenta números mais elevados, algumas reaberturas, tal como a de centros comerciais, por exemplo, ficam condicionadas a nova avaliação. Foram criadas, neste sentido, algumas medidas específicas para esta região. São elas:

  • Reforço da vigilância epidemiológica, mais concretamente nas obras de construção civil e no caso do trabalho temporário;
  • Planos de realojamento de emergência;
  • Ajuntamentos limitados a 10 pessoas;
  • No caso dos veículos privados de transporte de passageiros deve ser respeitada a lotação máxima de 2/3 e o uso de máscara é obrigatório;
  • Vão permanecer encerrados até ao dia 4 de junho os centros comerciais e as lojas do cidadão;
  • A reabertura de feiras e lojas com mais de 400 metros quadrados fica à consideração camarária.

Regras de desconfinamento gerais

No âmbito geral, estas são as principais mudanças e reaberturas que fazem parte do plano do Governo para o país:  

Teletrabalho

Termina a obrigatoriedade do teletrabalho. No entanto, o regresso ao escritório deve ser feito de forma faseada e com equipas em espelho, para garantir a distância recomendada e o cumprimento das restantes regras de segurança e higiene.

A obrigatoriedade do teletrabalho mantém-se, apenas, para:

  • Imunodeprimidos e doentes crónicos;
  • Pessoas com deficiência (>60%);
  • Pais com filhos em casa.

Lojas do Cidadão

Reabrem as lojas do cidadão, sendo que, idealmente, devemos sempre preferir o atendimento online, nos casos possíveis. Ainda assim, quem precisar de ir a uma Loja do Cidadão deve saber é obrigatório o uso de máscara e a marcação prévia de atendimento.

Comércio e Restauração

Nesta 3ª fase podem reabrir lojas com área superior a 400 metros quadrados e lojas e restaurantes que se localizem em centros comerciais. Também no que aos restaurantes diz respeito, termina a obrigatoriedade da redução da lotação em 50%, mas mantém-se a recomendação do distanciamento de 1,5 metros.

Escolas

Reabrem as escolas para as crianças do pré-escolar.

Publicidade

Cultura

Cumprindo as normas já definidas e apresentadas, reabrem os cinemas, teatros, auditórios e outras salas de espetáculo.

terceira fase de desconfinamento
flickr.com/Minchioletta

Desporto

Os ginásios podem abrir a partir de hoje, dia 1 de junho, desde que em conformidade com as normas definidas pela Direção-Geral da Saúde.

Celebrações religiosas

As celebrações religiosas estão permitidas desde o fim de semana passado, 30 e 31 de maio, de acordo com as regras da DGS.

Praias

Já tinham sido apresentadas as novas regras para a época balnear, que se inicia, oficialmente, no dia 6 de junho.

Atividades de Tempos Livres

A partir de 15 de junho reabrem os ATLs não integrados em estabelecimentos escolares, bem como outras atividades de apoio à família e ocupação de tempos livres. Esta medida pretende apoiar famílias quando se aproxima o final do ano letivo.

Relembramos que o sucesso do desconfinamento está, em grande parte, relacionado com o cumprimento das regras e normas de segurança e higiene. Para que não seja necessário um novo confinamento, devemos continuar a cumprir, tal como temos vindo a fazer. O sucesso do país no combate à COVID-19 está nas mãos de cada um de nós.

Foto de capa: flickr.com/Alexander Svensson