10 segredos e curiosidades sobre o Jardim Botânico da Ajuda - Lisboa Secreta
×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Natureza & Bem-estar

10 segredos e curiosidades sobre o Jardim Botânico da Ajuda

By Nelson Rodrigues Agosto 5, 2020

É um dos jardins mais bonitos e históricos de Lisboa mas, mesmo assim, continua desconhecido por muitos.

Talvez por estar situado num recanto da Ajuda, longe dos principais roteiros turísticos, o Jardim Botânico da Ajuda é um dos mais antigos da cidade.

Se nunca o visitaste, aconselhamos uma visita assim que possível. Se já o conheces, este é daqueles passeios que vale sempre a pena, não é? Em qualquer dos casos, de certeza que vais ficar surpreendido com a as curiosidades que encontrámos. Ora espreita a nossa lista:

1 – Mandado plantar pelo Marquês de Pombal em 1768, é o mais antigo jardim de Portugal e foi projetado pelo botânico italiano Domingos Vandelli.

2 – Foi construído para servir de museu e viveiro a espécies botânicas de todo o mundo, mas também porque o rei D. José queria um jardim que ajudasse ao estudo dos seus filhos.

Foto: Ringo Giacobelis

3 – Hoje, tem cerca de 1600 plantas das mais diversas proveniências, da América do Sul à Nova Zelândia, passando pelam Europa Central e pelo Japão, distribuídas por mais de 3 hectares de jardim.

4 – O espécime mais antigo é um dragoeiro com mais de 400 anos. Isto significa que já existia muito antes da fundação do jardim, há 250 anos.

5 – O jardim, com terraços talhados na encosta, tem um tabuleiro superior onde está a coleção botânica e um tabuleiro inferior, ao jeito de passeio ornamental com buxo e jardim de recreio.

6 – Um dos ex-líbris do jardim é a Fonte das 40 Bicas, também conhecida por Fonte das Serpentes por estar decorada com um conjunto de serpentes. Além destas, tem também outros animais (como rãs, patos ou cavalos-marinhos) e várias figuras mitológicas. A fonte é consagrada a Nossa Senhora da Ajuda já que, diz a lenda, a Virgem terá aparecido no local.

Foto: Ringo Giacobelis

7 – O Jardim dos Aromas, com plantas aromáticas e medicinais, foi especialmente criado para quem não vê. Além das tabuletas em braile, convida também os invisuais a tocarem e cheirarem as plantas.

8 – O Jardim Olissiponense tem plantas autóctones da região de Lisboa, muitas delas pouco exigentes em água.

Foto: Ringo Giacobelis

9 – Vários pavões, alguns albinos, passeiam-se por todo o lado, chamando a atenção dos visitantes do jardim.

10 – Além da tranquilidade e beleza do jardim em si, não deixes também de admirar as vistas que este oferece, com o rio Tejo em pano de fundo. O Jardim Botânico da Ajuda abre todos os dias, exceto a 25 de dezembro e a 1 de janeiro. Conhece aqui os horários para cada altura do ano.

Psst! Espreita o vídeo da Lisboa Secreta sobre o Jardim Botânico da Ajuda.


Foto de capa: www.isa.ulisboa.pt