Valsa, o lugar que não te cansas de ir todos dias - Lisboa Secreta
×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Bares & Vida Noturna

Valsa, o lugar que não te cansas de ir todos dias

Essas duas amigas estão a levar toda a gente para a Penha de França.

By Bruna Castro Setembro 18, 2018

Num dia, vais à Valsa para uma Oficina de Escrita Criativa, no outro, para ouvir os ritmos do Brasil, e no dia seguir, voltas ao mesmo sítio para assistires a um filme feito por um produtor independente sulamericano. Esta é a dança da Valsa, a mais nova Associação  em Penha de França que convida-te a consumir a melhor coisa do mundo: a cultura.

Desde maio de 2018, quem caminha ali pela Rua Penha de França depara-se com uma montra diferente de qualquer outra. Através do vidro, é possível observar pessoas a assistirem filmes, a conversarem, a dançarem ou a beberem copos.

Nesta montra, há tudo o que existe de mais bonito: momentos de partilha e muita arte.

Foto @ www.evasoes.pt

A Valsa tem morada em Lisboa há pouco tempo, mas desde 2010 existia em forma de Coletivo lá no Brasil, onde já promoviam diversos eventos para movimentar a cena cultural da cidade.

As sócias Marina e Nika antes de virarem sócias, já eram amigas. Portanto, sabiam como é trabalhar com a outra, contrariando aquele velho ditado “amigos, amigos… negócios à parte”. Entre muitas motivações para abrirem um negócio, uma delas, era a vontade de ter um lugar em que elas gostariam de ir todos os dias, como tinham em São Paulo.

Foto @ www.evasoes.pt

E o que faz alguém querer voltar no dia seguinte? Programação diversificada e ambiente acolhedor. E é exatamente isso que sentes imediatamente ao por os teus pézinhos na Valsa.

Em pouco tempo de casa, por ali já passaram artistas brasileiros consagrados, como Fernando Catatau, Karina Buhr, MAX B.O e Letrux. Aliás, o concerto da Letrux chamou tanta gente para subir a colina, que a artista gentilmente fez um concerto “extra” no Miradouro de Penha de França, que fica mesmo ao lado da Associação.

@Dewis Caldas

E como já se sabe, não há música sem ouvidos atentos. Por isso, as meninas que guiam a estão sempre abertas ao que se está a passar em Lisboa e convida-nos a dançar junto com elas.

Acompanha a programação da Valsa aqui. E nos dias que não tiver filmes, saraus, poesias, concertos ou danças, não faz mal, vais encontrar as melhores cervejas artesanais, tábuas de queijos e enchidos e tábua vegetariana, tudo feito com produtos locais. 

Valsa – Rua da Penha de França 270

Quarta-feira a sábado 16h-22h

Domingos 14h-20h