Um campo de basquetebol que é obra de arte urbana - Lisboa Secreta
×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Made in L

Um campo de basquetebol que é obra de arte urbana

AkaCorleone assina esta intervenção artística no Campo Mártires da Pátria

By Inês Santos Agosto 14, 2019

“Balance” é o título da intervenção do artista urbano AkaCorleone no recinto polidesportivo do Campo Mártires da Pátria. Uma peça colorida e vibrante que trouxe energia renovada a este jardim na Colina de Santana.

Foi há dois meses que o recinto polidesportivo do Campo Mártires da Pátria ganhou nova vida pelas mãos de AkaCorleone, nome artístico de Pedro Campiche. O local, usado maioritariamente como campo de basquetebol, demorou nove dias a ser pintado mas o resultado valeu a pena: uma intervenção artística incrível, que correu mundo e confirmou Lisboa como cidade emergente no âmbito da arte urbana.

A peça mede 14 por 25 metros e foram necessários 91 litros de tinta para a completar. Amarelo, azul, cor-de-rosa, vermelho e roxo são os tons dominantes nesta obra que coloca frente a frente uma figura masculina e uma figura feminina. Além de ser uma obra artística, é também uma instalação com componente lúdica e que trabalha a vertente comunitária deste local, frequentado por pessoas de estratos etários e contextos variados.

Foto: @akacorleone

Nas palavras do artista, “Balance” centra-se na procura da dualidade perfeita entre duas pessoas, equipas ou lados, pretendendo relembrar-nos que o equilíbrio entre duas realidades é raro de conseguir, mas possível.

A peça surgiu de uma parceria com a galeria de arte Underdogs e teve o apoio da Junta de Freguesia de Arroios e da Câmara Municipal de Lisboa. O mote foi “promover a arte urbana e a sua utilização pelos cidadãos”.

Morada: Polidesportivo do Campo dos Mártires da Pátria (Pena)

Foto: @akacorleone