×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
O Que Fazer

Teletrabalho com crianças por perto: a nossa experiência

Valter Leandro Valter Leandro - Editor

Teletrabalho com crianças por perto: a nossa experiência

O teletrabalho não é fácil, mas nada é impossível. Esta é a nossa experiência, com algumas dicas para os pais não darem em doidos.

Poderá ir amanhã a Conselho de Ministros uma nova medida que visa o apoio aos pais em teletrabalho que tenham de prestar assistência a crianças, devido ao atual encerramento das escolas.

A medida, ao ser aprovada, dará a possibilidade aos pais de auferirem do salário por inteiro (em alguns casos) enquanto ficam encarregues dos mais pequenos em casa.

Mas enquanto esta medida ainda está pendente, segue as nossas sugestões, porque também nós estamos numa destas situações.

@bbc-creative

Um caso, que pode ser igual ao teu

Assim que o Governo anunciou ao país que todas as empresas, públicas e privadas, deveriam promover o trabalho a partir de casa, foi fácil perceber a reação dos milhares de pais que pensaram: “Espera lá, isto é capaz de não resultar!” 🤔

Pelo menos foi o que quem está a escrever estas linhas pensou. Com um miúdo na idade dos “terríveis 3”, cheio de energia, que habitualmente gastava na creche junto aos seus amiguinhos, comecei a pensar: Ai a minha vida, isto vai ser o caos cá em casa.” 

Com a minha esposa também a trabalhar em casa, o nosso primeiro dia de teletrabalho foi – como dizer – caótico a todos os níveis, com textos para escrever ao mesmo tempo que ouvia, vezes sem conta, o meu pequeno gritar:

Pai, Mãe, o Tiago tem fome. Pai, Mãe, o Tiago quer cadeirinha. Pai, Mãe, o Tiago quer bonecos.”

Sem ninguém para lhe prestar a devida atenção, para o obrigar a gastar aquela energia em brincadeiras a rolar pelo chão ou a correr pela sala, não é nada fácil a um miúdo com esta idade parar para dormir uma pequena sesta.

E obrigá-lo a isso está fora de questão. É o equivalente a, pelo menos, duas horas a tentar, sem garantias que ele caia na cantiga do “ó ó”.

criança a dormir
@Annie Spratt

A nossa experiência cá em casa

Com dois pais em teletrabalho até podíamos pensar que tudo seria mais fácil, certo? Não! Se não definires horários tudo terá tendência para ficar ainda pior. Mas vamos por partes:

Os avós podem ajudar?

Tendo em conta o que estamos a passar, pessoas com mais idade devem evitar ao máximo o contacto com pessoas que continuaram a trabalhar, e até mesmo com os netos.

Como os avós do pequeno Tiago têm mais de 70 anos, antes de ficarem a tomar conta dele, eu, a minha esposa e o meu filho permanecemos em casa, de quarentena, durante os 14 dias anunciados pelas entidades de saúde.

Estamos certos que findo este tempo, os avós vão ficar muito contentes em saber que podem ajudar a tomar conta do seu “netinho” durante estes tempos mais complicados.

Contudo, reforçamos que, depois de efetuada a quarentena, a presença dos pais devem manter-se sempre que possível, nomeadamente às horas das refeições. 

avós a tomarem conta dos netos
@Phillip Goldsberry

Os pais podem fazer turnos de teletrabalho?

Esta é, pela nossa experiência aqui em casa, a melhor forma de fazer teletrabalho sem dar em doido. Contudo, é necessária muita disciplina.

Deixa-me avisar-te que a primeira semana não vai ser nada fácil. Como a maior parte de nós não está habituado a partilhar o lar para trabalhar, devem existir algumas regras para que tudo funcione quase na perfeição:

1 – Define um horário de trabalho: enquanto eu me foco nas minhas tarefas diárias, a minha esposa está a tomar conta do Tiago (a brincar, a ver televisão, a jogar, a aprender, a passear perto da zona de residência e por curtos períodos de tempo, etc.), e depois o inverso.

Se possível, definam quem pode ficar de manhã, para que o outro possa tomar conta à tarde. É uma ginástica difícil de executar, mas tenho a certeza que encontrarás a melhor solução. A imaginação é o limite.

2 – Nem todas as habitações têm as condições ideais para nos isolarmos a trabalhar, sem que nada nos distraia: cá em casa definimos a sala de estar como zona comum e onde passamos mais tempo com o Tiago, pelo que a nossa solução foi transformar o quarto num escritório adaptado: a cómoda passou a servir de secretária, à qual juntámos uma cadeira da cozinha.

Parecia perfeito. Mas a verdade é que, à medida que estás confinado entre as quatro paredes onde habitualmente dormes, mais cedo ou mais tarde podes sentir algum desespero. Por isso, garante que a divisão que escolhes como escritório provisório tem boa luz natural e faz pausas de 5 minutos.

Publicidade

Faz as que entenderes para não transformares este espaço numa prisão. E isto é muito importante. Se te começares a sentir preso, muda para outra divisão ou experimenta novas disposições do teu novo escritório. Vale tudo para te sentires confortável.

3 – A trabalhar na mesma habitação, de certeza que vais ouvir gritos:

“Tiago não mexas aí. Tiago larga o comando da televisão. Tiago sai de cima da mesa.”

Eles nunca estão quietos e o importante aqui é nunca perder a paciência. Vai acontecer. Vai acontecer muitas vezes. Mas lembra-te sempre que os mais pequenos não têm a culpa de nada. Por isso, aconselho a que metas isso na cabeça de uma vez por todas.

4 – Quando for o teu turno, garante que nada te perturba: usa uns auscultadores e ouve música (para não ouvires os tais gritos), e tenta abstrair-te ao máximo, com foco total no teu trabalho. Afinal, tens mesmo de te habituar às novas circunstâncias, não é?

homem com auscultadores em frente a um computador
@Glenn Carstens

As próximas dicas pretendem ajudar-te em ambiente de teletrabalho e resultam em qualquer circunstância, quer tenhas filhos ou estejas a trabalhar por casa sem companhia.

As rotinas diárias são para manter

Além da definição de um horário de trabalho, exatamente como se tivesses de ir para o escritório, garante que manténs as mesmas rotinas, nomeadamente colocar o despertador à mesma hora (ou alguns minutos mais tarde, mas sem exagerar).

Toma banho, come o pequeno-almoço e veste uma roupa como se fosses sair de casa. Nunca, mas nunca te deixes cair na tentação de trabalhar de pijama.  

Atenção à tua alimentação

Não é por estares mais tempo em casa que deves deixar de respeitar o horário das refeições, uma situação muito normal para quem experimenta agora esta nova forma de trabalho.

Muitas vezes vais sentir que não tens fome ou que podes ir adiando as tuas refeições, ou mesmo ires petiscando aqui e ali. Evita ao máximo este comportamento e aproveita este horário para fazer a tua própria comida. Vais ver que até será bom para relaxares um pouco.

casal a confecionar comida na cozinha
@Soroush Karimi

Cuida do teu corpo

Atenção a este ponto muito importante. Ficar demasiado tempo sentado sem nunca nos levantarmos não é agora, nem nunca foi uma boa decisão. De 30 em 30 minutos levanta-te, vai até à cozinha beber um copo de água ou um café, faz 10 flexões, no fundo, estica os ossos. Nunca passes muito tempo na mesma posição.

Mantém o teu local de trabalho organizado

Ninguém gosta de uma secretária desorganizada e, nestes tempos, é ainda mais fulcral que saibas onde estão todas as ferramentas para que possas fazer o teu trabalho de uma forma mais otimizada e eficiente. Garante que tens tudo o que precisas para trabalhar à mão.

Continua a falar com os teus colegas de trabalho

Nos tempos que correm, as aplicações de videochamadas são uma das melhores ferramentas para manteres contacto com os teus colegas de trabalho, com o teu chefe ou, se fores tu o chefe, com a tua equipa.

Certifica-te que falas com eles – à distância – pelo menos uma vez por dia. Vais ver que te vai deixar mentalmente mais forte. 

Quando muitas destas dicas não resultarem, porque há sempre constrangimentos, tens sempre a possibilidade de utilizar o horário da noite – quando os miúdos adormecem – para adiantares algum trabalho para o dia seguinte.

Mas esta não é, de todo, a nossa melhor recomendação. Contudo, sabemos que nem sempre será fácil manter um ambiente de trabalho produtivo.

Se tiveres outras ideias ou táticas, por favor partilha-as connosco na nossa caixa de mensagens no Facebook ou envia-nos um e-mail para lisboa@secretmedianetwork.com.

Obrigado e bom teletrabalho. 😉

Foto de capa: @neonbrand