×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
O Que Fazer

Ponte móvel da Rocha Conde de Óbidos: desde 1927 a ver passar navios

A estrutura permite atravessar a pé a Doca de Alcântara

Nelson Rodrigues Nelson Rodrigues

Ponte móvel da Rocha Conde de Óbidos: desde 1927 a ver passar navios

Já existe há 91 anos, mas ainda continua a ser desconhecida de muitos lisboetas.

A ponte móvel (ou rotativa) da Rocha Conde de Óbidos é a única do género em Lisboa e voltou a funcionar recentemente depois de ter estado parada para trabalhos de manutenção.

Com 59 metros de comprimento e 2,25 de largura, liga a Gare Marítima da Rocha Conde de Óbidos (Alcântara) ao outro lado da doca, onde está, por exemplo, o cluster criativo LACS e um pequeno quiosque da gelataria Santini.

Esta curiosa estrutura funciona desde as 7h às 20h30 e recolhe de meia em meia hora para permitir a navegação na doca. Fora deste horário, continua aberta sempre que estiver atracado um navio de passageiros ou houver eventos no local.

@Nelson Jerónimo Rodrigues

A inauguração aconteceu a 28 de agosto de 1927 numa cerimónia com toda a pompa e circunstância, presidida pelo então Presidente da República Óscar Carmona, e animada por um cortejo de navios de guerra e outras embarcações.

Já na véspera, o Diário de Lisboa fazia eco da notícia:

Realiza-se amanhã a inauguração de uma obra importante do nosso Porto de Lisboa, e que vem aumentar o já considerável desenvolvimento dos serviços do nosso porto que, apesar de precária situação do Tesouro português, é hoje um dos melhores da Península Ibérica e mesmo da Europa”.

Publicidade

Trata-se da grande ponte giratória elétrica, melhoramento que a atual administração, à frente da qual está o ilustre comandante sr. Paiva Curado, teve a felicidade de fazer concluir”, acrescentava a notícia.

@restosdecoleccao.blogspot.com

Desde então, a ponte móvel já deixou de funcionar várias vezes, mas agora faz as delícias de quem passeia e trabalha no local.

Bem sabemos que que não é nenhuma London Bridge, mas não deixa de ser nossa, por isso, se fores para os lados de Alcântara, não deixes de passar por lá e descobrir este pequeno segredo de Lisboa.

Foto de capa: @Nelson Jerónimo Rodrigues