Os melhores festivais em Lisboa e arredores

Sugestões imperdíveis para marcar na agenda

Portugal é o país dos festivais, mas nem sempre tens de fazer centenas de quilómetros e levar a casa às costas para ouvir boa música e passar bons momentos. As virar da esquina ou a meia hora de distância, também há várias sugestões incríveis, que te vão fazer poupar o tempo (e o dinheiro) da viagem.

Difícil é escolher os melhores, por isso selecionámos aqueles mesmo (mas mesmo!) obrigatórios. Aqui, é garantido que vais dançar, cantar e comer bem até às tantas. Ora vê a nossa lista.

O Sol da Caparica – De 15 a 18 agosto – Costa de Caparica/Almada

Durante quatro dias, o Parque Urbano da Costa de Caparica, em Almada, volta a receber o maior festival nacional de música em língua portuguesa. Este ano, o cartaz conta com mais de 40 músicos ou grupos, provenientes de Portugal, dos PALOP e do Brasil, por isso tanto vais ouvir fado e hip-hop, como funk, rock alternativo ou ritmos africanos.

Entre os nomes mais sonantes estão Anselmo Ralph, D.A.M.A, David Carreira, Carlão, Mariza, Ludmilla, Capitão Fausto e Boss AC. Como nos outros anos, também não vai faltar a dança, a comédia e o surf, além de um dia totalmente dedicado às crianças (18 de agosto).

Vê aqui o cartaz, escolhe a(s) datas(s) que preferes e garante um lugar ao Sol… da Caparica.

Foto: @osoldacaparica

Lisbon-ON – Parque Eduardo VII (Lisboa) – De 6 a 8 de setembro

O Marquês de Pombal, se pudesse, virava-se no pedestal só para ver o Parque Eduardo VII transformar-se num jardim sonoro. Estamos a falar do Lisb-on, um dos festivais mais cool (e centrais) da cidade, que este ano acontece entre 6 e 8 de setembro. São três dias de música house, techno e eletrónica do melhor, com um cartaz composto por mais de 25 nomes sonantes. Entre eles estão, por exemplo, Róisín Murphy (live band), DJVibe feat. Jamie Principle, Moodymann,Marcel Dettmann, Masters at Work, Carl Craig, Octave One (live) ou Caroline Lethô.

O preço dos bilhetes começa nos 25€, para o dia 8 de setembro, enquanto nos outros dois dias custa 30€. O passe completo fica por 65€. Os menores de 14 anos não pagam (desde que acompanhados pelo encarregado de educação).

Compra aqui o teu bilhete e abre as portas para este incrível jardim musical.

Foto: @lisbonjardimsonoro

VillaMix – Parque das Nações (Lisboa) – 13 e 14 de setembro

O maior festival de música brasileira em Portugal está de regresso a Lisboa para dois dias de festa – 13 e 14 de setembro – com 10 artistas e muita animação. Tal como na primeira edição, que recebeu mais de 20 mil pessoas, este VillaMix volta a acontecer no Altice Arena, mas desta vez também chega ao exterior, onde haverá um palco secundário, uma roda gigante e vários bares.

Quanto ao cartaz, está recheado de nomes sonantes. No primeiro dia (uma sexta-feira) atuam os brasileiros Jorge e Mateus, Wesley Safadão, Simone & Simaria e Matheus & Kauan, além do cabo-verdiano (a viver em Portugal) Djodje. Já no sábado, será a vez de Luan Santana, Gusttavo Lima, Xand Avião e Alok, todos vindos do outro lado do Atlântico, enquanto a dupla Calema será a representante da música Made In Portugal.

E tu, queres lá estar? Compra aqui o teu bilhete.

Foto:: @villamixlisboa/

Chefs on Fire – Estoril – 14 de setembro

O único festival de música com comida gourmet já incluída no preço do bilhete está de regresso ao Estoril para servir um dos eventos mais incríveis do final de verão. No dia 14 de setembro, a FIARTIL abre as portas a 10 chefs de renome (num total de 5 estrelas Michelin) que prometem fazer magia com o fogo e, claro, dar-te a provar o resultado.

É o caso do famoso Dave Pint, uma das maiores referências mundiais a trabalhar com fogo. A ele juntam-se outros nove chefs nacionais, todos com provas dadas: Kiko Martins, João Rodrigues, João Oliveira, Alexandre Silva, Márcio Baltazar, Nuno Castro, Rodrigo Castelo, Carlos Teixeira e Vasco Coelho Santos.

O objetivo é servirem comida cozinhada com fogo, numa espécie de regresso às origens que convidam a abrandar o ritmo e a desfrutar do slow living.

Eles (e tu) serão embalados por um cartaz musical de luxo, também composto por nomes internacionais e portugueses. Entre os primeiro estão Adam Naas, de França e o projeto canadiano The Harpoonist and the Axe Murderer, enquanto a música nacional é representada por Dead Combo, Miguel Araújo, Marta Ren & The Groovelvelts, Lena D’Água e Capitão Fausto.

No total, podes contar com 10 chefs (e uma dose de cada), 7 bandas e 5 bebidas. Tudo isto sem as grandes multidões de outros festivais, já que este receba apenas 1500 pessoas, e com um ambiente intimista, onde os músicos estão mesmo ali ao lado.

O Chefs on Fire é música para o teu estômago? Garante aqui o teu lugar.

Foto: @chefsonfire.pt

Foto de capa: @chefsonfire.pt

Tags:

';return t.replace("ID",e)+a}function lazyLoadYoutubeIframe(){var e=document.createElement("iframe"),t="https://www.youtube.com/embed/ID?autoplay=1";t+=0===this.dataset.query.length?'':'&'+this.dataset.query;e.setAttribute("src",t.replace("ID",this.dataset.id)),e.setAttribute("frameborder","0"),e.setAttribute("allowfullscreen","1"),this.parentNode.replaceChild(e,this)}document.addEventListener("DOMContentLoaded",function(){var e,t,a=document.getElementsByClassName("rll-youtube-player");for(t=0;t