×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Cultura

Onde dançar música africana em Lisboa

Da eletrónica às danças tribais africanas, as melhores pistas de dança

Bruna Castro Bruna Castro

Onde dançar música africana em Lisboa
O namoro entre Portugal e a música africana não é novidade. Mas nunca as pistas de dança em Lisboa tiveram tanta música de influência afrobeat, afro-house, kuduro ou semba. As festas estão por todo o lado, não há desculpa para ficar em casa. E o calor está a chegar.

1 – B.Leza – Cais Gás 1

O B.Leza é o palco mais africano em Lisboa. Com concertos, DJs, festas e workshops conduzidos por músicos e artistas dentro das escolas do semba, afrobeat, kuduro, funana ou morna: são infinitas as cores e as possibilidades. Com uma programação bastante diversa, podes ir aprender a dançar com os melhores do kuduro ou do funaná ou ir ver e ouvir os mestres e os músicos mais promissores que fazem música de origem africana, para sentir com o corpo todo.

2 – Noite Príncipe –  Musicbox – R. Nova do Carvalho 24

Gostas de ouvir um bom kudurista mas também adoras eletrónica? Então, a Noite Príncipe é para ti. Com artistas vindos de todo o mundo, incluindo Angola – onde nasceu o Kuduro – as festas da Noite Príncipe no Musicbox misturam o melhor que se faz na música electrónica com a música africana e os ritmos suburbanos, de Lisboa a Luanda.

3 – Hardass Sessions – LuxFrágil – Av. Infante D. Henrique, Armazém A

As Hard Ass Sessions são as festas apadrinhadas pelos membros de Buraka Som Sistema. Chamam-lhe uma “celebração da música eletrónica global” e, claro, mistura muitos ritmos e música suburbana com a tradição e os rasgos mais vanguardistas da música eletrónica e contemporânea. As festas são dirigidas pelos residentes Branko e Rastronaut!

http://pluma.pt

4 – Danças Tribais Africanas – Centro InterculturaCidade – Tv. do Convento de Jesus, 16A

Podes também experimentar algumas danças tribais africanas mais raras de encontrar como o Xibugo ou a Marrabenta!

5 – Tarraxinha – Dance Factory – R. Soares dos Reis, 11A

A Tarraxinha é das danças mais quentes, e convida a uma boa dose de contacto. Para quem gosta de Kizomba, mas principalmente, para quem gosta de levar o seu tempo a dançar.

Publicidade

6 – Celeste Mariposa, Irmãos Makossa

Por último, se quiseres ir passear pela noite lisboeta sem grandes planos e encontrares o nome “Celeste Mariposa” ou “Irmãos Makossa” no cartaz de uma festa, podes ter a certeza que há muito boa música africana!