×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Notícias

Nasceu um novo pinguim no Oceanário de Lisboa

Valter Leandro Valter Leandro - Editor

Nasceu um novo pinguim no Oceanário de Lisboa

O Oceanário de Lisboa tem um novo residente: é um pinguim-de-Magalhães e nasceu durante a pandemia. 🐧

Filho do Buzzard e da Joy, um casal de pinguins com cerca de 30 anos de idade que, desde 1998 faz ninho no Habitat do Antártico, o mais recente pinguim chama-se Zazu e nasceu no passado dia 18 de maio.

Zazu nasceu com apenas 90 gramas, mas ao fim de duas semanas já pesava mais de 1 quilograma. Permaneceu oito semanas sob cuidados parentais e abandonou o ninho com 3,5 quilogramas. Regressou, em setembro, ao Habitat do Antártico, após três semanas de habituação à presença humana e preparação para integrar a colónia com cerca de 30 indivíduos.

Segundo o IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza), o pinguim-de-Magalhães tem o estatuto de conservação “Quase ameaçado”. Núria Baylina, Curadora e diretora de Conservação do Oceanário de Lisboa, afirma que

Publicidade

Esta espécie reproduz-se no Oceanário desde 1998 e os pais deste pinguim são um dos casais mais antigos da colónia. Alguns dos animais nascidos no Oceanario mantêm-se na colónia mas outros fazem parte de colónias noutros aquários e zoos europeus. Estas movimentações de animais são importantes para a manutenção da variabilidade genética dentro das colónias e no conjunto da população presente nas instituições europeias.”

@Oceanário de Lisboa

Foto de capa: @Oceanário de Lisboa