Os "Monólogos da Vagina" regressam (finalmente) aos palcos - Lisboa Secreta
×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Arte & Cultura

Os “Monólogos da Vagina” regressam (finalmente) aos palcos

By Carolina Bessa Junho 12, 2020

monólogos da vagina

O Teatro Armando Cortez foi o primeiro a reabrir as portas.

A pandemia da COVID-19 obrigou ao encerramento quase total do país, sendo que também a cultura foi muito afetada. Apesar das iniciativas online, que nunca nos abandonaram em tempos de quarentena e isolamento, não há nada como ir ao teatro, sentar nas cadeiras e ver os atores ao vivo.

Com o plano de desconfinamento em marcha, e tendo em conta o comportamento cauteloso dos portugueses, os teatros reabriram e já é possível desfrutar de um plano cultural (quase) como fazíamos antes.

Ora, isto significa que peças que ficaram suspensas voltaram a subir aos palcos. A precursora foi a tão aclamada peça “Monólogos da Vagina“, que está em cena no Teatro Armando Cortez (Casa do Artista).

O Teatro Armando Cortez foi o primeiro a reabrir após três meses de encerramento e já voltou a receber o carinho do público e a proporcionar-lhes o melhor que o teatro tem para oferecer. Voltaram a ser ouvidas gargalhadas e o som das palmas voltou a aquecer aquelas salas. O espírito do teatro voltou a ser sentido, como deve sempre ser: no palco e na audiência, por todos, ao mesmo tempo.

Garante o teu lugar

Os “Monólogos da Vagina” voltam aos palcos

Protagonizada por Teresa Guilherme, Vera Kolodzig e Carla Andrino, esta peça fala sobre a experiência feminina. A peça aborda um tema atual e que gera alguma controvérsia, mas que deve ser falado e sem tabus.

A masturbação, o orgasmo, a mutilação genital feminina, o amor, o sexo, a prostituição, os vários nomes que existem para vagina, são algumas questões abordadas nos textos e monólogos da peça, e são apresentados de uma forma simples e, sobretudo, muito divertida.

Esta peça, da produtora Yellow Star Company, já foi vista por mais de 19 mil pessoas e volta agora a entrar em cena.

Compra o teu bilhete

Yellow Star Company

A Yellow Star Company é uma produtora de Teatro, Entretenimento e Comunicação. É gerida por Carla Matadinho e Paulo Sousa Costa, que assumem as funções de Diretora Geral e Diretor Artístico, respetivamente. Foi a primeira a fazer “subir o pano”, levando o teatro de novo aos palcos e criando as condições necessárias para que o público a ele também pudesse voltar.

Mesmo durante a pandemia, esta produtora não deixou de reforçar a sua oferta cultural. Associou-se à plataforma Volto e fizeram da casa das pessoas um palco improvisado, para que o teatro estivesse sempre presente e cumprisse o seu propósito.

Atualmente, as portas do Teatro Armando Cortez já estão abertas, mas para fazer com que a sua oferta chegue a todo o país, os espetáculos continuarão a ser disponibilizados em live streaming. Cria-se uma nova dinâmica em que o público em casa se junta ao público na sala e aos atores. E tudo pela magia e a paixão do teatro.

Foto de capa: @yellowstarcompany