Make Food Not War: gastronomia do mundo para integrar refugiados - Lisboa Secreta
×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Restaurantes

Make Food Not War: gastronomia do mundo para integrar refugiados

By Inês Santos Janeiro 24, 2020

Criado em 2016, o projeto Make Food Not War dinamiza jantares focados na gastronomia do Médio Oriente, África, América do Sul e Ásia. Além de oferecer refeições deliciosas, o projeto serve também como plataforma de integração e empoderamento de refugiados e migrantes a residir em Portugal.

Se já o ditado diz que os homens se conquistam pelo estômago, nós acreditamos que a comida também pode unir povos e culturas. Essa é também a crença de Paulo Álvares, fundador da iniciativa Make Food Not War, que visa juntar a comunidade através da cultura do Médio Oriente, África e América do Sul – seja pela gastronomia ou pela música tradicional destas regiões.

O mote principal é convidar refugiados e migrantes a viver em Lisboa para cozinharem as mais deliciosos iguarias da sua região, que são depois servidas em almoços e jantares em várias associações de Lisboa. Neste ponto reforça-se novamente a ligação à comunidade, já que os locais que abrem as portas ao Make Food Not War têm invariavelmente um cariz associativo, que dinamiza também a comunidade lisboeta local. O Grupo Sportivo Adicense e a Sociedade Boa-União, em Alfama, ou o Grupo Desportivo da Mouraria são alguns dos espaços que já acolheram a iniciativa.

Foto: @makefoodnotwar17

Os convidados, além de desfrutarem de comida caseira vegetariana dos quatro cantos do globo, têm ainda oportunidade de fazer novas amizades e de conhecer pessoas de vários pontos do mundo. Estes evento são, pois, culturalmente ricos, gastronomicamente deliciosos e sempre animados e festivos – nunca falta música nem gargalhadas bem sonoras e o diálogo entre culturas é sempre objetivo primordial.

A próxima sessão “Make Food Not War” está marcada para dia 1 de fevereiro no Grupo Sportivo Adicense, em Alfama, e a região em destaque será a América do Sul. Do menu constam petiscos como as tradicionais arepas da Venezuela (uma espécie de panquecas recheadas), sopa Sancocho ou Pabellón Criollo, prato de arroz com muitos vegetais, feijão preto cozido e pão de banana. A acompanhar, vinho branco ou tinto e ainda papelón con limón, bebida refrescante tradicional da Venezuela à base de limão e sumo de cana de açúcar. E não faltará a música, pois claro!

Foto: @makefoodnotwar17

Passatempo Make Food Not War + Lisboa Secreta

A organização do Make Food Not War e a Lisboa Secreta têm para oferecer 1 jantar para duas pessoas no evento South America Dinner Event, with Jenny Cabral a realizar dia 1 de fevereiro de 2020, às 20h00, no Grupo Sportivo Adicense em Alfama.

Para ser elegível para este Passatempo, todos os participantes deverão:

✅ Seguir os perfis de Instagram do organizador deste evento, a Make Food Not War em (@makefoodnotwar17) e da Lisboa Secreta (@lisboasecreta).⠀
✅ Identificar três (3) amigos nos comentários da publicação referente ao passatempo no Instagram da Lisboa Secreta.

Consulta aqui os Termos & Condições deste passatempo.

Foto de capa: @makefoodnotwar17