Maio é o último mês para visitar a exposição de Escher

Ainda estás em tempo de apreciar as 200 obras do artista.

De certeza que alguma vez na tua vida, já te cruzaste com uma obra de Escher, mesmo sem saber. O célebre artista ilusionista foi capaz de criar imagens que desafiam os nossos olhos e o nosso cérebro.

“Dia e noite”, 1938, xilogravura (The Escher Foundation Collection)

Desde novembro, está em cartaz a primeira grande exposição de Escher em Lisboa, que vai até o dia 27 de maio no Museu de Arte Popular. A exposição vai além de quadros pendurados numa parede, oferece ao público um conjunto de equipamentos didáticos, experiências científicas e algumas outras surpresas.

A exposição foi organizada pela Arthemisia, com curadoria de Mark Valdhuisen, Diretor-Geral da M. C. Escher Company, e por Federico Giudiceandrea, especialista na obra de Escher. O conjunto das obras selecionadas mostra-nos produções de vários momentos da vida do artista, mas sem deixar de fora as obras mais clássicas, como a “Mão com Esfera Refletora”.

“Dia e noite”, 1938, xilogravura (The Escher Foundation Collection)

Os mundos impossíveis de Escher já atraíram milhares de visitantes pelo mundo, portanto, aproveita que desta vez está bem pertinho de ti.

Para saberes mais, podes aceder aqui.

Tags:

';return t.replace("ID",e)+a}function lazyLoadYoutubeIframe(){var e=document.createElement("iframe"),t="https://www.youtube.com/embed/ID?autoplay=1";t+=0===this.dataset.query.length?'':'&'+this.dataset.query;e.setAttribute("src",t.replace("ID",this.dataset.id)),e.setAttribute("frameborder","0"),e.setAttribute("allowfullscreen","1"),this.parentNode.replaceChild(e,this)}document.addEventListener("DOMContentLoaded",function(){var e,t,a=document.getElementsByClassName("rll-youtube-player");for(t=0;t