×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Notícias

Lisboa vai ter mais bicicletas, passeios e esplanadas maiores

Valter Leandro Valter Leandro - Editor

mulher a andar de bicicleta numa ciclovia em lisboa

Passeios e ciclovias fazem parte das maiores transformações que a cidade vai sofrer nos próximos meses. 🚶‍♀️🚴‍♂️

As medidas de transformação pedonal e aumento da rede ciclável foram apresentadas ontem, dia 3 de junho, pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, adiantando que estas medidas têm como objetivo principal potencial o transporte individual e reduzir o impacto ambiental causado pela poluição na capital portuguesa.

Lisboa corre o risco de parar e o ar ficará irrespirável.”

Alertou ainda o presidente do executivo camarário, assentando todo o plano de transformação nos programas “A Rua é Sua” e “Lisboa Ciclável”.

ciclistas na ciclovia em lisboa
@Câmara Municipal de Lisboa

Mais apoios para aquisição de bicicletas

Fernando Medina avançou com uma linha de apoio de 3 milhões de euros para compra de bicicletas, numa parceria que envolve as lojas de bicicletas que aderirem a este projeto. O apoio terá um limite de 50% do valor da aquisição e tem em conta algumas restrições:

  • até 100€ para bicicletas convencionais (estudantes);
  • até 350€ para bicicletas elétricas;
  • até 500€ para bicicletas de carga.

Este apoio tem como objetivo aumentar o parque das duas rodas e, por isso, também a rede ciclável irá aumentar dos atuais 105 km para 200 km até 2021. Da mesma forma, o estacionamento fechado para bicicletas também irá crescer, podendo chegar aos 1050 lugares nos parques subterrâneos da EMEL. A estes juntam-s os 1700 lugares localizados junto às interfaces de transportes públicos.

Publicidade

Novas ruas sõ para peões e mais espaço para esplanadas

Em virtude da pandemia pelo coronavírus, Fernando Medina avançou ainda com um plano que pretende ajudar a economia local, nomeadamente através do aumento das áreas reservadas às esplanadas, que agora podem ocupar mais espaço e, desta forma, potenciar economicamente estes espaços de consumo e lazer.

A Avenida da Igreja, a zona do Mercado de Arroios, a Rua de Belém, o Largo de Sapadores, a Alameda das Linhas de Torres ou a Avenida 5 de Outubro são apenas alguns dos locais onde serão realizadas estas alterações, potenciando, sempre que possível, uma maior área para todos poderem passear.

esplanada de restaurante em lisboa
@clifford

Foto de capa: @Pixabay