Lisboa a compostar: um projeto que incentiva a compostagem doméstica - Lisboa Secreta
×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Made in L

Lisboa a compostar: um projeto que incentiva a compostagem doméstica

By Carolina Bessa Maio 15, 2020

O projeto visa reduzir os resíduos domésticos.

Lisboa a compostar é o nome deste projeto que é apoiado pela Câmara Municipal de Lisboa e visa a formação em compostagem.

Segundo a página do projeto,

Fazer compostagem doméstica evita o encaminhamento para incineração de resíduos valorizáveis. Só em 2017 foram recolhidas diariamente em Lisboa mais de 600 toneladas de lixo comum, das quais 40% de biodegradáveis, encaminhados para incineração.

O que é a compostagem?

É um processo biológico que consiste na transformação de matéria orgânica em composto. O composto é uma substância semelhante ao solo, rico em nutrientes que contribui para um melhor crescimento de plantas e jardins.

Folhas verdes ou castanhas, borras de café ou chá, restos de hortaliças, cascas de ovo, pão, flores, cascas de batata, entre outros, são alguns dos materiais que podem ser compostados. Estes devem ser colocados num recipiente próprio, o compostor, e deve obedecer a determinadas regras de temperatura e humidade, por exemplo.

No caso deste projeto da cidade de Lisboa, a Câmara oferece o compostor. Caso não tenhas espaço suficiente em casa, há também compostores comunitários espalhados pela cidade, mais concretamente nestas quatro freguesias: Ajuda, Areeiro, Campolide e Olivais.

Em vez de rejeitarmos no contentor do lixo os resíduos que sobram da preparação das refeições, especificamente das frutas e legumes, podemos colocá-los no compostor. Cobrimo-los com pequenos ramos, ervas e folhas e deixamos a Natureza agir. É muito simples e natural.

@mrthetrain

Vantagens da compostagem

Fazer a compostagem traz vantagens económicas, ambientais e de saúde pública. Estas são algumas:

  • Crescimento mais saudável das plantas;
  • Reduz-se a perda de nutrientes;
  • Destroem-se fungos e bactérias;
  • Diminui-se a poluição ambiental;
  • Não há recurso a químicos;
  • Não há cheiros desagradáveis;
  • Funciona como um fertilizante gratuito.

Para participar neste projeto basta fazer a inscrição e assistir à formação* que a Câmara oferece com a oferta do compostor.

*as formações podem estar suspensas devido à pandemia do novo Coronavírus.

Foto de capa: @markusspiske