×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Guias Secretos O Que Fazer

Feira da Ladra, a mais conhecida de Lisboa

Valter Leandro Valter Leandro - Editor

Feira da Ladra, a mais conhecida de Lisboa

A Feira da Ladra é um dos mercados de velharias mais antigos do país e, por isso, considerado um dos mais importantes e conhecidos em Lisboa. 🕰️🏺

No pódio das feiras de antiguidades de Lisboa, a Feira da Ladra é aquela que aparece primeiro na nossa memória.

Criado no século XIII, este mercado já esteve em várias localizações, mas foi só a partir de 1903 que começou a “habitar” o Campo de Santa Clara.

A Feira da Ladra é um dos mercados lisboetas onde vão mais pessoas | Foto por Câmara Municipal de Lisboa

A Feira da Ladra tem por hábito começar bem cedo, quase sempre quando o sol se levanta, e dura até ao fim da tarde.

Aqui podes encontrar tudo aquilo que imaginas, de objetos decorativos a livros, passando por roupa, mobília ou até bens mais inusitados – há óculos graduados e até dentaduras!

São centenas os vendedores e compradores que por aqui se cruzam e, embora já por aqui passem turistas, ainda se fazem bons negócios a preços simpáticos.

Publicidade

Na Feira da Ladra vais encontrar um pouco de tudo, desde velharias a tecnologia | Foto por Câmara Municipal de Lisboa

A Feira da Ladra tem estado encerrada devido ao confinamento geral, mas nesta segunda fase do desconfinamento a sua reabertura seria da responsabilidade da Câmara Municipal de Lisboa, que acabou por permitir que se voltasse a concretizar entre as 9h e as 18h, desde que tomadas todas as medidas de higiene e segurança recomendadas pela Direção-Geral da Saúde, nomeadamente o uso obrigatório de máscara de proteção e o distanciamento social entre clientes e feirantes.

Devido à pandemia, para entrar na Feira da Ladra existem algumas regras de higiene e segurança | Foto por Câmara Municipal de Lisboa

Horário: Terças e sábados das 9h às 18h
Morada: Campo de Santa Clara (São Vicente)

Mas existem outras feiras de velharias em Lisboa. Conhece-as aqui!

Foto de capa: Câmara Municipal de Lisboa