×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
O Que Fazer

Uma caminhada pelos locais secretos da Maçonaria em Lisboa

Está marcada para sábado, dia 23 de fevereiro

Nelson Rodrigues Nelson Rodrigues

Uma caminhada pelos locais secretos da Maçonaria em Lisboa

Apesar de envolta em mistério e secretismo, a Maçonaria está presente por toda a cidade de Lisboa, não só em vários edifícios, mas também em inúmeros símbolos que surgem nas ruas e recantos da capital.

Apesar de surgirem à vista de todos, são poucos os que reparam neles ou associam, sequer, à sociedade secreta.

Para os mais curiosos ou interessados no tema, a Green Trekker agendou uma caminhada que vai levar-te até eles e, pelo caminho, promete contar muitas histórias associadas à Maçonaria. E já este sábado, dia 23 de fevereiro, a partir das 10h00.

O percurso começa junto ao Cais das Colunas que, “que afinal não é apenas um cais”. Isto porque há quem garante que a Praça do Comércio foi construída à semelhança de um templo maçónico e que, as duas colunas no Tejo representam, precisamente, a entrada.

Foto: @newview_21

Daqui, os participantes continuam pela Baixa Pombalina, também ela fortemente associada a esta sociedade. Por exemplo, sabias que a Rua do Ouro e da Prata podem estar ligadas à alquimia prevista na equação maçónica?

A dois passos dali, também o Chiado guarda inúmeros símbolos maçónicos, desde logo nos Armazéns do Chiado, Antigos Armazéns Grandella, cujo fundador Francisco de Almeida Grandella, era maçon.

Daí virá certamente a origem do símbolo das lojas, que podes encontrar em vária colunas do edifício, onde o “A” e o “G” fazem lembrar os icónicos esquadro e compasso maçónico.

Publicidade

Já na Rua da Trindade, os caminhantes irão passar junto à famosa Casa do Ferreira das Tabuletas (a alcunha do pintor Luís Ferreira), um dos mais claros exemplos de simbologia maçónica da cidade.

A prova está nas imagens da fachada, onde irás encontrar as representações da Terra, da Água, do Comércio, da Indústria, da Ciência e da Agricultura, figuras ligadas aos ideais maçónicos.

Foto: greentrekker.pt

Mas estes são apenas alguns locais e histórias que vais ficar a conhecer melhor durante a caminhada da Green Trekker, com 3 horas de duração e final no Rossio.

Se estás interessado em ir, o melhor é inscreveres-te em breve porque já não há muitas vagas. Mais informações aqui.

Foto: @jiji_wanderlust