×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Cultura

10 documentários sobre Lisboa: desde as ruas mais icónicas aos famosos elétricos

Inês Santos Inês Santos

10 documentários sobre Lisboa: desde as ruas mais icónicas aos famosos elétricos

Documentários que narram as dinâmicas alfacinhas, da música eletrónica aos simbólicos elétricos. 🎼🚋

Música, ofícios, monumentos, o turismo, a periferia… Nesta lista encontras documentários sobre várias temáticas que te vão permitir descobrir histórias e curiosidades que a nossa cidade esconde.

Estão todos disponíveis online e basta carregares no play para os visionares. Reclina-te na cadeira, recosta-te no sofá e aprecia as muitas histórias que Lisboa oferece. A lista está ordenada cronologicamente, de 1995 até 2019:

1 – “Avenida da Liberdade” (1995)

“Avenida da Liberdade”, uma criação de António Cunha e Miguel Pité para a Videoteca Municipal de Lisboa, surgiu no âmbito da celebração dos 130 anos da inauguração das obras para a construção da Avenida da Liberdade.

A artéria foi anunciada em 1879 e esta peça audiovisual pretende contar a sua história, “desde o Passeio Público (mandado construir pelo Marquês de Pombal poucos anos depois do terramoto de 1755) até à magnífica Avenida da Liberdade” dos anos 90, com paragem no Parque Eduardo VII.

Duração: 15m

2 – “Carro Eléctrico de Lisboa – Os Primeiros 100 Anos” (2002)

Para assinalar o centenário do Carro Eléctrico de Lisboa (1902 – 2002), a Videoteca da Câmara Municipal de Lisboa e a CARRIS produziram um documentário em conjunto sobre este ícone incontornável da cidade.

Percorre-se um século de história, acompanhando-se “as várias etapas da evolução de um sistema de transportes revolucionário para a época”, enquanto se exploram também as mudanças políticas, sociais e económicas da própria cidade de Lisboa.

Duração: 1h07m

3 – “NU BAI – O Rap Negro De Lisboa” (2006)

Realizado por Otávio Ribeiro Raposo, “NU BAI – O Rap Negro De Lisboa” centra-se no rap negro que é criado nas periferias de Lisboa e nos circuitos próprios que a sonoridade cria.

Filmado na Cova da Moura, Arrentela e Porto Salvo, este documentário foca também assuntos como o racismo, a violência policial e a pobreza, reiterando o hip-hop como música de intervenção.

Duração: 1h08m

4 – “Varinas – um símbolo de Lisboa” (2015)

Este documentário, realizado por Fernando Carrilho e produzido pela Videoteca da Câmara Municipal de Lisboa, narra a história das Varinas como símbolo da cidade de Lisboa.

Aqui podemos compreender como é que a chegada a Lisboa da típica vendedora de peixe da Beira Litoral, no séc. XIX, transformou a dinâmica alfacinha, transformando estas bravas mulheres em símbolos da cidade.

Duração: 1h25m

5 – “Lojas com História” (2017)

Com coordenação da Câmara Municipal de Lisboa (CML) e Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa e produção VIDEOLOTION, os documentários da série Lojas com História ilustram o programa lançado pela CML em fevereiro de 2015, com o mote de homenagear o comércio tradicional e histórico.

Além de “Ofícios” que aqui partilhamos, podes ainda encontrar outros dois pequenos documentários: um intitulado “Tecidos” e outro “Sabores”.

Duração: 17m

6 – “Terramotourism” (2017)

O coletivo espanhol Left Hand Rotation, experiente nos assuntos relacionados com a gentrificação, criou, em 2017, o documentário Terramotourism com o intuito de espelhar as marcas que o turismo deixou (e ainda deixa) na nossa cidade.

Fazendo um paralelo com o Terramoto de 1755, o turismo é aqui encarado como um abalo sísmico que transformou a cidade para sempre.

Publicidade

Duração: 42m

7 – “Os Herdeiros do Bairro” (2017)

Realizado pela ONGD Helpimages em parceria com o Centro Social 6 de Maio e os habitantes dos antigos bairros, “Os Herdeiros do Bairro” pretende imortalizar a história das comunidades que habitaram os bairros da periferia de Lisboa e da Amadora.

Procura também “demonstrar que partilhamos valores fundamentais de humanidade e um país que todos sentimos como nosso”.

Duração: 58m

8 – “A SPRING IN LISBON” (2018)

O coletivo francês Play The DARE night lançou, em 2018, um documentário focado na cena eletrónica de Lisboa.

Embora aborde também outras questões, como as dinâmicas sociais e políticas da cidade, o vídeo foca maioritariamente a história das sonoridades eletrónicas na capital e em Portugal. Dão o seu depoimento algumas das personagens mais importantes do movimento como Rui Vargas, Moullinex, Batida ou Rastronaut.

Duração: 23m

9 – “The World of MADAME X” (2019)

Madonna apaixonou-se por Lisboa e a cidade serviu-lhe de mote criativo para Madame X, álbum editado em junho de 2019.

Este documentário, realizado pelo português Nuno Xico, revela o processo criativo por detrás desse novo registo, focando-se também a forma como Portugal lhe trouxe energia renovada depois de um período mais solitário e depressivo. A viagem pelas sonoridades que inspiraram a rainha da pop levam-nos ainda a Cabo Verde, Marrocos, Estados Unidos, Colômbia e Brasil.

Duração: 23m

10 – “O que vai acontecer aqui?” (2019)

A gentrificação tem sido um tema central quando falamos da temática da habitação em Lisboa. É este o assunto que o movimento espanhol Left Hand Rotation focou neste documentário, feito em colaboração com as associações Stop Despejos e Habita!.

Destacam-se “os movimentos sociais que defendem o direito a habitar na cidade de Lisboa”, a desigualdade social e “a conversão da cidade numa mercadoria”.

Duração: 1h22m

´

Foto de capa: @claudio-schwarz-purzlbaum

Tags: HISTÓRIA