CORONAVÍRUS: os gestos mais perigosos no nosso dia a dia - Lisboa Secreta
×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Natureza & Bem-estar Notícias

CORONAVÍRUS: os gestos mais perigosos no nosso dia a dia

By Valter Leandro Setembro 9, 2020

Tudo o que fazemos no nosso quotidiano pode desencadear uma potencial infeção, desde ir ao café, às compras ou até ao abastecer o automóvel.

A pandemia por coronavírus deixou-nos cheios de ansiedade e as perguntas que fazemos diariamente precisam de respostas mais assertivas, sob o risco de ficarmos ainda piores psicologicamente.

Questões como até que ponto posso ser infetado se tocar neste objeto? Que cuidados devo ter quando for às compras e ao cabeleireiro? Estou a abastecer o automóvel como deve ser? devem ser esclarecidas e foi isso mesmo que fez um grupo de médicos nos Estados Unidos.

Para que fiques mais tranquilo e possas gerir melhor algumas destas ansiedade diárias, um grupo de 14 médicos juntou-se ao Comité de Doenças Infecciosas da TMA (Associação Médica do Texas) para elaborar uma lista de hábitos diários conforme o seu grau de risco de contágio.

Apesar de esta lista apresentar dados relativos à amostra recolhida no Texas, a verdade é que algumas das variáveis podem ser replicadas noutras cidades e países. Vamos lá conhecer a lista!

Perigo de contágio baixo:

Abrir o correio, abastecer o automóvel, acampar, jogar uma partida de ténis ou comprar comida para levar estão entre os hábitos que potenciam um menor risco de contágio da doença covid-19.

@tiffany-tertipes

Perigo de contágio baixo/moderado:

Dentro da lista em que os contágios são moderados estão algumas das atividades que fazemos mais regularmente: fazer compras num supermercado, ir a um local público como museus ou bibliotecas, passar mais do que uma noite num hotel, caminhar, correr ou andar de bicileta acompanhado, permanecer numa sala de espera, almoçar ou jantar numa esplanada de restaurante ou passear na baixa de uma cidade.

@anna-shvets

Perigo de contágio moderado:

Neste lista de perigos vais encontrar atividades comunitárias, que costumas fazer com amigos, família ou onde mais pessoas podem estar juntas, como jantares em casa de amigos, participar num barbecue, ir à praia, fazer compras num centro comercial, nadar numa piscina pública, ir ao escritório ou deixar os mais pequenos no infantário ou creche.

@matiinu-ramadhan

Perigo de contágio moderado/alto:

Estes são alguns dos locais onde deves ter bastante cuidado: almoçar ou jantar no interior de um restaurante, ir ao cabeleireiro ou barbearia, viajar de avião, praticar desportos coletivos, participar em festejos como casamentos ou aniversários e cumprimentar, o que inclui abraçar ou apertar a mão a alguém.

@gustavo-fring

Perigo de contágio alto:

Este é o pior nível e o que deves evitar ao máximo caso não cumpram todas as regras de higiene recomendadas, com atividades como comer num restaurante buffet, ir ao ginásio, ver um filme no cinema ou permanecer num parque de diversões, ir a bares ou participar em cultos religiosos com mais de 500 pessoas.

@danielle-rice

É claro que, se os locais mencionados respeitarem todas as regras e recomendações das principais autoridades de saúde, o risco de contágio reduz drasticamente.

Por isso, sempre que te desloques a locais onde vês que estas regras não são respeitadas, avisa os responsáveis e, em última instância, evita-os até que cumpram com o requisitado. Só assim conseguiremos voltar a um novo normal.

Foto de capa: @gustavo-fring