×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Cultura

Vem aí um Concerto de Carnaval com Galopes, Caprichos e Confetti!

Nelson Rodrigues Nelson Rodrigues

Vem aí um Concerto de Carnaval com Galopes, Caprichos e Confetti!

Deixa-nos adivinhar. A banda sonora do teu Carnaval costuma ser sempre a mesma coisa: muito samba e batuque brasileiro, música pimba e o habitual hip-hop da moda. E se, este ano, lhe juntasses outras sonoridades, igualmente divertidas?

É este o convite que a Orquestra Metropolitana de Lisboa (OML) te lança para o dia de Carnaval, 5 de março, a partir das 16h00.

Se já conheces os grandes Concertos de Ano Novo da OML, que o mesmo maestro ajuda a esgotar no CCB, podes contar com a mesma grandiosidade e energia. Se nunca assististe a nenhum, prepara-te para ser surpreendido e para querer voltar ano após ano, porque este Concerto de Carnaval também promete tornar-se uma tradição para muitas famílias.

Famílias? Sim, a idade mínima recomendável para o espetáculo é a partir dos seis anos, por isso estão todos convidados lá em casa. A ideia é juntar pais e filhos, mas também tios e sobrinhos, primos, avós e amigos, numa celebração conjunta à volta da música.

O palco escolhido foi o emblemático Coliseu de Lisboa e é lá que a Orquestra Metropolitana de Lisboa vai interpretar grandes temas da música clássica, alguns deles dedicados ao Carnaval, outros com a alegria e boa-disposição que tomam conta desta época.

Foto: © Marcelo Albuquerque / Metropolitana

Talvez até possas não reconhecer o nome das obras (ou dos compositores), mas assim que as começares a ouvir, irás reconhecer certamente as melodias. Afinal, são temas universais que facilmente ficam no ouvido.

À frente da Orquestra vai estar o maestro polaco Sebastian Perlowski, laureado com o 1.º Prémio nos concursos internacionais de Direção de Orquestra de Atlanta e de Córdoba e com o 2.º Prémio no Concurso Internacional para Jovens Maestros, em Lisboa.

Além de conceituado, é também bastante carismático e empático, graças a uma surpreendente interação com o público, em que não faltam sorrisos e até uns passos de dança. Boa parte do seu público fiel quererá, por certo, marcar presença também no Concerto de Carnaval.

Publicidade

Foto: © Marcelo Albuquerque / Metropolitana

Mas vamos, então, ao desfilar deste “corso alegórico levado muito a sério… ou talvez nem tanto”, que a OML descreve de forma bem sugestiva.

“Por ordem: desfilam o camponês da Boémia Antonín Dvořák, o marido de Clara Schumann na companhia do ex-recruta Maurice Ravel, o extraterrestre Niccolò Paganini, a Alta Cozinha de Gioachino Rossini, as tropas a cavalo comandadas por Franz von Suppé, o romântico Hector Berlioz, o terceiro de dezoito filhos do cervejeiro František Smetana, o avô da música russa Mikhail Glinka acompanhado de seu ilustre neto Nikolai Rimsky-Korsakov e, por fim, o especialista em Cancan Jacques Offenbach”, sintetiza o musicólogo Rui Campos Leitão no site da Orquestra Metropolitana de Lisboa.

Para este concerto, a Metropolitana de Lisboa desafia músicos e assistência a levarem o seu traje de festa e, se quiserem, a encarnarem uma personagem, dos zorros às bailarinas, passando pelos unicórnios ou pelos melómanos.

Mas se não gostares de Carnaval, o espetáculo também é perfeito para ti, porque foge às habituais sonoridades que tomam conta do país por esta altura. A alegria e a harmonia, essas, estão lá todas. E tu, vais poder apreciá-las confortavelmente sentado num lugar do Coliseu de Lisboa. Compra os teus bilhetes aqui.

Foto de capa: © Marcelo Albuquerque / Metropolitana