×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Patrocinado

Como seriam as casas dos nossos monarcas se eles vivessem em 2021? (Parte 1)

Valter Leandro Valter Leandro - Editor

Como seriam as casas dos nossos monarcas se eles vivessem em 2021? (Parte 1)

Às vezes não parece, mas reis e rainhas são gente (quase) como a gente.  Os monarcas vivem num mundo paralelo, mas têm as dúvidas, os medos, os desejos e os gostos de qualquer ser humano. 👑

A crise entre Harry e Meghan Markle e a família real inglesa foi só mais uma prova disso. Tanto a governação como a personalidade dos monarcas são profundamente marcadas pelo momento histórico que tiveram a sorte ou o azar de enfrentar.

E se todas as casas refletem a personalidade de quem lá vive, com os reis e as rainhas não é diferente. Criada pelo Imovirtual, a série “Três Reis & Uma Rainha” trás uma comparação não só entre a personalidade de quatro dos monarcas mais famosos e marcantes da história portuguesa como também onde seriam as suas moradias ou como teriam sido construídas as suas casas se vivessem em 2021.

A empresa de mercado imobiliário pediu ajuda ao investigador e historiador João Ferreira, autor de vários livros sobre estas figuras, como o “Histórias Rocambolescas da História de Portugal” e escolheu quatro monarcas: três reis e uma rainha, para ter as doses certas e equilibradas de poder, importância histórica, coragem, superação, traição e gritaria.

Por isso, nestas histórias, vais encontrar vários detalhes e objetos de decoração que representam um traço de personalidade, uma tara ou uma mania destes governantes. Imagina que é um Big Brother da família real portuguesa em que eles não nos veem, mas nós estamos sempre a espreitar pelo buraco da fechadura. Vamos a isso?

Onde e como viveria D. Afonso Henriques?

O primeiro monarca escolhido para esta série de artigos foi o nosso primeiro Rei de Portugal, D. Afonso Henriques, que transformaria um palácio numa moradia e uma garagem num ginásio.

Se fosse hoje, Afonso Henriques não seria rei, mas também não teria dúvidas em regressar ao castelo da sua vida e ter uma morada com paredes de pedra no centro de Guimarães.

Não seria estranho vê-lo a exercitar o corpo na muralha ou a organizar maratonas com passagem pelos principais espaços da cidade, como o Largo da Oliveira, sem medo de ser notado (é, ele também teria lá o seu ego). 

Se o ginásio não fosse a sua grande paixão, o jovem Afonso escolheria o rugby, o desporto que melhor combina a dureza com a lealdade. Só que a vontade de treinar sozinho e de depender só de si próprio e das suas capacidades é mais forte para alguém que cresceu com o estigma da “perna fina”.

Se Afonso Henriques, o rei, tinha mais espadas do que cavalos, Afonso Henriques, o vimaranense de 2021, também teria mais halteres do que carros. Da sua garagem faria um ginásio, uma espécie de refúgio para os dias de concentração ou um war room para os dias de batalha.

Assim como D. Afonso Henriques, também tu podes otimizar a tua garagem ou criar o teu próprio ginásio em casa.

Onde e como viveria D. João V?

O segundo monarca escolhido foi o “menino de ouro” e mulherengo”mulherengo” D. João V, que teria uma habitação muito parecida com a de um palácio, uma zona mais rural do que urbana, que misturasse a vida e as comodidades de uma cidade com a tranquilidade e a calmaria de uma vila e do meio mais rural.

Opulento, com ouro nos candeeiros, nos objetos e até no corpo, D. João V do século 21 não seria rei, mas teria uma casa à imagem de si próprio.

Se fosse hoje, essa moradia seria, certamente, em Sintra, perfeito para D. João V estar sempre a curtas distâncias da Lisboa, cidade pela qual se encantou, mas também da cidade onde decidiu construir a obra que sonhou e que marcou todo o seu reinado: Mafra.

A sala seria, por isso, o espaço preferido da casa do rei “Magnânimo”. Um espaço à sua imagem, opulento, decorado com os melhores materiais possíveis, mais tranquilo e descontraído o suficiente para poder receber visitas a qualquer hora.

E em Sintra também podes encontrar esta tipologia de habitações, alguns dos locais mais caros da zona que, de certeza, deixam qualquer um deslumbrado.

Se quiseres saber mais sobre esta série, o conteúdo já está publicado no Blog do Imovirtual, separado pelos devidos capítulos.

Ilustrações por Imovirtual