×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
O Que Fazer

Vem aí uma caminhada para (re)descobrir os cafés históricos de Lisboa

Seis espaços únicos num passeio pelos passos da Lynx Travel

Nelson Rodrigues Nelson Rodrigues

Vem aí uma caminhada para (re)descobrir os cafés históricos de Lisboa

São anos e anos a servir cafés, a guardar segredos e a receber figuras emblemáticas, como Fernando Pessoa, Barbosa du Bocage ou até a Rainha de Inglaterra. Os encantos, tradições e curiosidade dos cafés históricos de Lisboa inspiraram uma caminhada pela cidade que tem muito para revelar.

Organizada pela Lynx Travel, está marcada para o dia 23 de fevereiro, às 12h30, e começa em pleno Rossio, junto à estátua de D. Pedro IV.

Daí, os participantes só têm de atravessar a estrada para descobrirem o Café Nicola, inaugurado em 1929, e autêntica segunda casa de Bocage, que tem direito a uma estátua no interior.

A poucos metros, há mais um espaço cheio de história(s), o Café Gelo, palco de muitas conspirações revolucionários contra a ditadura do Estado Novo.

Subindo o Chiado há outros dois espaços emblemáticos: a pastelaria Benard, que já serviu a Rainha de Inglaterra, e A Brasileira, café aberto em 1905 e local de eleição para Fernando Pessoa (daí a estátua do escritor junto à esplanada).

Publicidade

Foto: @pastelariabenard

Segue-se uma passagem pelo histórico Martinho da Arcada, fundado em 1872 na Praça do Comércio e, por fim, uma visita ao interior da Confeitaria Nacional, aberta desde 1829. A Rota dos Cafés com História termina aqui mesmo com um café para todos os participantes.

A inscrição nesta caminhada custa 10€ mas, se fores com outra pessoa, só pagam 15€ (7,5€ cada). Mais informações aqui.

Foto de capa: www.lojascomhistoria.pt