5 quintas pedagógicas: é o fungagá, fungagá da bicharada! - Lisboa Secreta
×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Natureza & Bem-estar

5 quintas pedagógicas: é o fungagá, fungagá da bicharada!

Programas rurais (e animalescos) para fazer em família

By Nelson Rodrigues Agosto 3, 2020

Os miúdos não largam o telemóvel e a consola, nunca fizeram festas a um burro ou acham que o leite é fabricado no supermercado? Está na hora de os levares a uma quinta pedagógica.

Mesmo no centro de Lisboa ou a poucos quilómetros da cidade, há vários locais onde podem descobrir os animais, a vida do campo e, claro, sujar as mãos, que também nunca fez mal a ninguém.

Vê o nosso roteiro e marca já uma escapada rural… sem sair da cidade.

Quinta pedagógica dos Olivais

O campo em plena cidade. Há mais de 20 anos que a Quinta Pedagógica dos Olivais transporta miúdos e graúdos para um ambiente campestre com hortas e muitos animais, como burros, cabras, galinhas e porcos, entre outros.

Além de observarem (e fazerem umas quantas festas) os visitantes podem mesmo participar nas atividades da lavoura e até ajudar a fazer pão. A entrada é gratuita.

Morada: Rua Cidade do Lobito (Olivais Sul)

Horário: Inverno (de outubro a abril) – 3ª a 6ª feira – 9h00 / 17h30; Sáb., Dom. e feriados – 10h00 / 17h30; Verão (de maio a setembro) – 3ª a 6ª feira – 9h00 / 19h00; Sáb. Dom. e feriados – 10h00 / 19h00

Foto: Quinta Pedagógica dos Olivais

Quinta do Zé Pinto

Um antigo terreno abandonado em Campolide deu lugar á primeira seara da cidade de Lisboa. Nesta quintinha aberta desde 2009, vais ficar a conhecer melhor a vida dos cereais, desde a plantação até ao prato. Além disso, também tem uma horta e, claro, o inevitável espantalho.

Normalmente recebe visitas de escolas, mas uma vez por mês abre os portões para visitas e atividades gratuitas para o público em geral.

Morada: Parque Urbano da Quinta do Zé Pinto (Campolide)

Horário:
Seg-Sex para escolas (mediante marcação). Abre um fim de semana por mês com atividades.

Foto: Quinta do Zé Pinto

Quinta Pedagógica Armando Vilar – Cascais

Um burro, galinhas, cabras, coelhos e muitos outros animais vivem alegres e felizes na primeira quinta pedagógica biológica do país, criada em 1940.

Além dos bichos, os visitantes também encontram uma horta biológica, um pomar e vários engenhos de captação de água, como a picota, a nora ou o moinho de vento. E nem sequer falta um forno para fazer pão. Entradas entre 4€ (crianças a partir de 3 anos) e 5€ (adultos).

Morada: Quinta do Vilar – Terceira Circular, Cascais

Horário: Seg-Sex: 14h00-18h00 (mediante marcação). Fins de semana: 10h00-13h00; 14h00-18h00

Foto: Quinta Pedagógica Armando Vilar

Quinta do Pisão – Cascais

Ateliês e passeios de burros lanudos, observação de aves, caminhadas e visitas guiadas às colmeias são algumas das atividades que podes aproveitar nesta quinta gerida pela Câmara Municipal de Cascais. Nós já lá fomos e adorámos.

Situada no sopé da serra de Sintra, em pleno Parque Natural de Sintra-Cascais, tem mais de 380 hectares de Natureza em estado puro e até uma gruta onde foram encontrados vestígios do Período Calcolítico e da Idade do Bronze. A entrada é gratuita.

Morada: Estrada EN9-1 (Junto à Barragem do Rio da Mula), Cascais

Horário: 9h00 – 21h00 (encerra ao domingo)

Quintinha de Monserrate – Sintra

Situada em plena serra de Sintra, a 3 quilómetros da vila e mesmo ao lado do palácio de Monserrate, esta quinta pedagógica desafia as crianças (e não só) a brincarem aos agricultores e a descobrirem o mundo dos animais. Estas, podem participar nas tarefas diárias e sazonais, além de conhecerem as linhas de água e as árvores autóctones do local.

Durante a semana, as visitas estão reservadas para as escolas, mas ao fim de semana há várias atividades (mediante marcação) para toda a família. Bem divertidas são também as festas de aniversário da quintinha, com o tema Aniversário Saloio. Durante a semana as visitas,

Morada: Estrada de Monserrate, Sintra

Horário: Visitas e atividades por marcação, aqui.

Foto: Parques de Sintra

Foto de capa: Quinta Pedagógica dos Olivais