15 peças de arte urbana para ver no Parque das Nações - Lisboa Secreta
×

TIPO EM SUA PESQUISA E PRESSIONE ENTER

Carregando...
Made in L

15 peças de arte urbana para ver no Parque das Nações

By Valter Leandro Janeiro 17, 2020

Homem-Sol, por Jorge Vieira

Se és apreciador de arte, aproveita e faz uma visita mais demorada ao que o Parque das Nações tem para mostrar.

A nossa proposta é que faças o percurso de arte urbana, presente um pouco por todo o lado neste parque situado na parte mais a leste de Lisboa.

O Parque das Nações é um dos bairros mais novos de Lisboa que tem cada vez mais atrações para todos os que gostam de sítios em Lisboa com uma densidade populacional de turistas ainda baixa. E os que vais encontrar, estão um pouco e “espalhados” por todo o parque e, por isso, quase nem vais dar conta deles.

Esta zona à beira Tejo plantada possui vários espaços verdes, e uma arquitetura que colocam o parque num dos mais interessantes do ponto de vista cultural, principalmente pela quantidade de peças de arte urbanas que lá podes visitar. Estas são apenas as nossas 20 preferidas, mas existem muitas outras.

1 – Lince Ibérico, por Bordalo II

“O lixo de uns é um tesouro de outros”. A máxima que Bordalo II põe em prática melhor que ninguém volta a estar à vista de todos em Lisboa, desta vez com uma nova peça que o artista urbano tem no Parque das Nações.

🗺️ Junto à Altice Arena

Lince ibérico de Bordalo II
Foto: @aazevedo

2 – Cursiva, por Amy Yoes

Esta escultura em ferro lembra um molde gigante de um tipo de letra que possivelmente já terás utilizado no teu computador. A peça é motivo de interação junto dos mais pequenos, mas também de graúdos, que aproveitam para captar algumas fotos. 📸

🗺️ Fica junto à Torre Vasco da Gama (Hotel Myriad)

Cursiva de Amy Yoes
Foto: @portaldasnacoes.pt

3 – Kanimambo, por Ângela Ferreira

Kanimambo é uma palavra do crioulo moçambicano e significa “Obrigado”. Esta peça é uma homenagem a todos os trabalhadores que participaram na construção da Expo’98. 

🗺️ No meio da urbanização, perto da Kid to Kid Expo

Kanimambo, por Ângela Ferreira
Foto: @portaldasnacoes.pt

4 – Rizoma, por Antony Gormley

Composta em ferro, esta escultura apresenta nove figuras humanas que, ao encaixarem umas nas outras, simbolizam a união entre os homens. 

🗺️ Junto à Altice Arena e ao Lince Ibérico de Bordalo II

Rizoma, por Antony Gormley
Foto: @portaldasnacoes.pt

5 – Rainha D. Catarina de Bragança, por Audrey Flack

Esta estátua tem 10 metros de altura e foi construída nos Estados Unidos da América pela Associação Friends of Queen Catherine, de forma a celebrar o facto do Borough de Queens, em Nova Iorque, dever o nome à Rainha D. Catarina.

🗺️ Passeio do Tejo

Rainha D. Catarina de Bragança, por Audrey Flack
Foto: @Iolanda Andrade

6 – Floreiras e bancos coloridos, por Carrilho da Graça

Carrilho da Graça está por detrás de obras como o Terminal de Cruzeiros de Lisboa, o Museu do Oriente, o Pavilhão do Conhecimento e, mais recentemente, do renovado Campo das Cebolas. Os bancos e vasos de plantas que vês um pouco por todo o Parque das Nações também é da sua autoria, com inspiração cromática nas bandeiras do sistema de comunicação da navegação marítima.

🗺️ Em todo o parque, mas principalmente junto à Altice Arena e ao Oceanário

Floreiras e bancos coloridos, por Carrilho da Graça
Foto: @Junta de Freguesia do Parque das Nações

7 – Painel de azulejos, por Erró

Este gigante mural de azulejos deve ser admirado por todos os apreciadores de personagens da banda desenhada e da ficção científica norte-americana. Perfeito para tirar uma selfie junto ao Homem-Aranha. 🕷️

🗺️ Praça interior do empreendimento ART’S Business & Hotel Center

Painel de azulejos, por Erró
Foto: @Junta de Freguesia do Parque das Nações

8 – 69 figuras humanas, por Fabrice Hybert

Compostas por resina e aço inoxidável, estas 69 figuras humanas fazem parte de uma instalação/fontanário inserido no meio urbano do parque. Segundo o artista, são metáforas de uma escultura geral do biótipo humano.

🗺️ No meio da urbanização, perto da Kid to Kid Expo

69 figuras humanas, por Fabrice Hybert
Foto: @Junta de Freguesia do Parque das Nações

9 – Jardim das ondas, por Fernanda Fragateiro

A artista Fernanda Fragateiro possui algumas das suas obras espalhadas pelo Parque das Nações. Contudo, damos destaque a um dos ex-libris da Expo’98, o Jardim das Ondas, onde muitos visitantes aproveitaram para descansar das longas filas deste grande evento.

🗺️ Perto do Oceanário, do Teatro Camões e do Teleférico de Lisboa

Jardim das ondas, por Fernanda Fragateiro
Foto: @Junta de Freguesia do Parque das Nações

10 – Lago das Tágides, por João Pires Cutileiro

Para recordar Camões, o artista João Cutileiro apresenta aqui um conjunto de peças femininas em pedra mármore que evocam as Tágides, denominação dada pelo grande poeta português às ninfas que viviam no Tejo e que serviram de inspiração para a escrever “Os Lusíadas”.

🗺️ Na zona posterior ao Altice Arena

Lago das Tágides, por João Pires Cutileiro
Foto: @Junta de Freguesia do Parque das Nações

11 – Submersão Atlântica, por Hundertwasser

O mítico continente desaparecido no fundo do mar, sabe-se lá em que hemisfério, é a temática do enorme painel que vais poder admirar na estação de metro do Oriente.

🗺️ Estação de metro Oriente

Submersão Atlântica, por Hundertwasser
Foto: @Junta de Freguesia do Parque das Nações

12 – Homem-Sol, por Jorge Vieira

Inspirada no Sol, esta enorme escultura de 20 metros e com cerca de 15 toneladas de óxido de ferro, evoca uma figura humana. Aqui captam-se algumas das melhores fotos que podes tirar no Parque das Nações.

🗺️ Em frente ao Centro Comercial Vasco da Gama e ao Altice Arena

Homem-Sol, por Jorge Vieira
Foto: @Michael Hamann

13 – Sete outdoors de diversos tamanhos surgem lado a lado num pequeno bosque de plátanos, atravessado por um caminho de passagem para peões. A primeira sensação é a de uma intervenção violenta no espaço verde, porém, a única imagem que nos é dada ver é a nossa reflexão no espelho”, por José Pedro Croft

O nome diz tudo, cremos nós. 😬

🗺️ Na rotunda mais próxima da Escola de Futebol Os Belenenses do Parque das Nações

Sete outdoors, por José Pedro Croft
Foto: @Junta de Freguesia do Parque das Nações

14 – D. João II, por Manuel Rosa

Esta estrutura representa o monarca português em toda a sua universalidade. É composto por duas partes, a escultura e uma base, que exprime a sua dedicação ao povo através da representação das suas armas e de um pelicano, que é símbolo do amor e sacrifício paternal.

🗺️ Perto do Pavilhão do Conhecimento

D. João II, por Manuel Rosa
Foto: @Junta de Freguesia do Parque das Nações

15 – Horas de Chumbo, por Rui Chafes

A enorme escultura cónica de Rui Chafes convida todos os seus visitantes a uma interação com a mesma. Através dela vais poder ouvir o vento e o eco da tua própria voz.

🗺️ Junto à Doca dos Olivais

Horas de Chumbo, por Rui Chafes
Foto: @Junta de Freguesia do Parque das Nações
 Foto de capa: @Michael Hamann