Os melhores restaurantes brasileiros de Lisboa

7 casas com gostinho brasileiro

Nós, portugueses, gostamos de tudo que é brasileiro. Devoramos músicas e novelas, aprendemos o samba e a capoeira e até fazemos carnavais à moda do Rio em pleno inverno. A comida, claro, não é exceção e ficamos de água na boca só de ouvir falar em picanha, feijoada e tapioca.

Felizmente não faltam boas casas brasileiras em Lisboa, dos rodízios aos botecos, passando pelos espaços mais clássicos. Mas onde é que param os melhores? Nós fomos à procura deles e, no final, escolhemos estes sete. Eita, comida gostosa.

1. Comida de Santo

Este clássico brasileiro já existe em Lisboa há quase 40 anos (aberto desde 1981) e, mesmo assim, merece estar no topo da nossa lista. Situado junto ao Príncipe Real, dá a provar o melhor da comida baiana (e não só), desde os vatapás às moquecas, passando pelas feijoadas e pela sobremesa mais famosa da casa, o quindim. Nas bebidas, as caipirinhas e os sumos tropicais também fazem sucesso.

Quem preferir, pode optar pelo “Me leva prá casa”, que é como quem diz, um take-away com gostinho brasileiro.

Morada: Calçada Engenheiro Miguel Pais, 39 (Príncipe Real)

Foto: @Restaurante.Comida.de.Santo

2. Boteco Dona Luzia

As Avenidas Novas ganharam um toque brasileiro desde que o Dona Luzia assentou arraiais na Avenida 5 de Outubro, em março de 2019. A casa deve o nome (e o sabor) à Dona Luzia, a cozinheira que dá a provar os grandes clássicos brasileiros, numa lista com mais de meia centena de pitéus.

Entre eles estão, por exemplo, o bolinho de carne envolvido em ovo panado, o dadinho de tapioca (servido com geleia de pimenta), a moqueca de peixe baiano. Aos sábados, há buffet de feijoada e as sextas-feiras são dia de “Sextou Chopp”, para celebrar com cerveja o final de uma semana de trabalho.

Gostas de feijoada? Vem que tem!

Morada: Av. 5 de Outubro, 36 D (Saldanha)

Foto: Nelson Jerónimo Rodrigues

3. Boteco da Dri

A ideia deste restaurante junto ao Cais do Sodré é levar-nos até aos botecos típicos do Rio de Janeiro, numa viagem sem clichés pelos sabores e pelo jeito carioca. Entre os pitéus da carta estão, por exemplo, os pastéis de vento de carne, a mandioca frita, o caldinho carioca (uma espécie de sopa com feijão) e a sandes de pernil com queijo e bacon, inspirada na do Cervantes, uma casa histórica do Rio de Janeiro.

Como não podia deixar de ser, também há pão de queijofeijoada brasileira e picanha acompanhada por arroz e farofa. Se passares por lá, não deixes de admirar o mural no exterior do edifício, assinado pela artista Jacqueline de Montagne, que simboliza a imagem feminina e o ambiente tropical.

Queres experimentar um almoço tipicamente brasileiro no Boteco da Dri? Compra aqui.

Morada: Cais Gás, 19 (Cais Do Sodré)

Foto: @botecodadri

4. Boteco Dona Beija

Este cantinho brasileiro na zona das Picoas abriu portas em junho de 2018 e trouxe muitos petiscos na ementa, como os dadinhos de tapioca com queijo coalho, as coxinhas de galinha, a picanha, os bolinhos de feijoada ou os bolinhos de arroz com carne seca. Nas sobremesas, o destaque vai para os brigadeiros.

Tudo isto acompanhado por muita música brasileira e, claro, um choppinho fresco ou uma caipirinha. Ah! E aos sábados há feijoada brasileira, em versão buffet.

Morada: Avenida Duque de Loulé, 22b (Picoas)

Foto: @donabeijalx

5. Bossa

No Bossa, encontras os clássicos dos clássicos, como a feijoada brasileira, a picanha e a moqueca, mas também uma gastronomia mais contemporânea e de fusão, que chega aos sabores da América Central ou mesmo do Mediterrâneo.

O espaço é inspirado no movimento Bossa Nova dos anos 50, ”recriando um ambiente retro/chic da época de ouro do Rio de Janeiro e o espírito boémio carioca”. A música ao vivo é outro dos atrativos da casa.

Morada: Rua do Jasmim 16 (Príncipe Real)

Foto:

6. OHLINDA

Esta casa da zona da Estrela é uma boa representante da moda da tapioca que pegou (e de que maneira) em Portugal. Aqui servem-se as tapiocas originais, oriundas da cidade de Olinda, no Nordeste brasileiro, mas também outras versões mais contemporâneas. Da lista, sugerimos a tapioca de camarão temperado ou a de salmão fumado com queijo creme, apenas para darmos alguns exemplos.

Além das tapiocas, também podes pedir açaí bowls, smoothies e saladas!

Morada: Calçada da Estrela, 177


7. Fogo de Chão

Aí está um daqueles sítios onde podes passar (quase) o dia inteiro a comer. E dizemos-te ainda mais: não te vais arrepender nem por um segundo. A única dica é: se puderes ter o resto do dia livre, melhor, porque vais sair de barriga (bem) cheia.

A tradição do Fogo de Chão vem do Rio Grande do Sul, o Estado brasileiro que tem mais tradição a preparar carne. É por isso que os restaurantes deste grupo prometem “o verdadeiro churrasco gaúcho”, com “os melhores cortes de carnes do Mundo”. E os lisboetas renderam-se de tal forma que, só na capital, já há três espaços restaurantes Fogo de Chão.

Moradas:
Av. Elias Garcia, 13 (Campo Pequeno)
Rua Martens Ferrão, 28A (Picoas)
Rua Artilharia 1, 51 (Páteo Bagatela)

Foto: @RestauranteFogoDeChao

Foto de capa: @Restaurante.Comida.de.Santo

 

';return t.replace("ID",e)+a}function lazyLoadYoutubeIframe(){var e=document.createElement("iframe"),t="https://www.youtube.com/embed/ID?autoplay=1";t+=0===this.dataset.query.length?'':'&'+this.dataset.query;e.setAttribute("src",t.replace("ID",this.dataset.id)),e.setAttribute("frameborder","0"),e.setAttribute("allowfullscreen","1"),this.parentNode.replaceChild(e,this)}document.addEventListener("DOMContentLoaded",function(){var e,t,a=document.getElementsByClassName("rll-youtube-player");for(t=0;t