A nova mercearia de Alvalade é um… Veneno

Há dezenas de produtos artesanais para comer no local ou levar para casa

Apreciadores de queijos e enchidos, não se esqueçam desta morada: Rua José d’Esaguy, 6a, em Alvalade. É aqui que fica o Veneno, um espaço dedicado aos sabores nacionais (e não só) que promete ser um perigo.

Aqui, todos os produtos são um veneno para o colesterol (daí o nome da casa), mas também uma tentação para aqueles que gostam de comer bem.

queijos, tem mais 15 à venda, como os portuguesíssimos Serra da Estrela, Soalheira (Beira Baixa) ou São Jorge (Açores), mas também outros internacionais, casos do Camembert ou do brie de Meaux.

Já a zona do fumeiro conta com chouriços, farinheiras, paios de Barrancos e maranhos, apenas para dar alguns exemplos.

Foto: @Veneno

A estes produtos juntam-se conservas, geleias e compotas, mel, broas, pão artesanal, frutos secos e chocolates, quase tudo oriundo de pequenos produtores locais. É claro que também não podia faltar a boa pinga nacional, com vinhos de várias regiões do país.

Quem não conseguir resistir a tantas iguarias, pode experimentá-las ali mesmo, já que o espaço conta com uma pequena área de degustação (capacidade para 24 pessoas) decorada em estilo retro/kitsch.

Foto: @Veneno

A ideia é que os clientes escolham logo à entrada o que querem comer, sigam para esta sala e, depois, fiquem por lá nos comes e bebes. De venenos como estes é que nós gostamos!

Morada: Rua José d’Esaguy, 6a (Alvalade).

Horário: Segunda a sexta das 11h00 às 20h00; Sabado e domingo das 10h00 às 23h00.

Foto de capa: @Veneno

(Visited 2,293 times, 1 visits today)

Tags:

You May Also Like

Gappei: bacalhau com sotaque japonês

Das 1001 formas de cozinhar bacalhau, quantas é que já experimentaste? Provavelmente, a lista é bem longa e ...

A nossa declaração de amor pelos gelados da Nannarella

O amor tem o poder de adoçar a vida, mudar o dia e de fazer sentir que agora ...

Restaurante Caxemira

Tem fama de melhor restaurante indiano de Lisboa e não só, diz-se que as chamuças são tão boas ...