5 sítios para ir no dia 1 de janeiro

Salta, escuta, desliza, observa e deslumbra-te no arranque de 2019

Não nos digas que estás a pensar ficar metade do dia 1 na cama e a outra metade no sofá, a ver os mesmos filmes de sempre? Vá lá! Ganha coragem, esquece a ressaca e começa a aproveitar o ano logo nas primeiras horas.

Na rua ou dentro de portas, há muito para ver e fazer neste 1 de janeiro. Ora espreita as nossas sugestões.

UPUP Park

Nada melhor que começar o ano aos pulos! No primeiro dia de 2019, o UPUP abre um pouco mais tarde, às 14 horas, mas bem a tempo de fazer-te saltar até não conseguires mais. Neste parque de Rio de Mouro (Sintra) vais encontrar 80 trampolins cheios de adrenalina e diversão. O divertimento para miúdos e graúdos é garantido!

O UPUP está aberto até às 21h00, mas as últimas sessões começam às 20h00. Preparado para dar o maior salto do novo ano? Clica aqui e estarás lá num pulinho!

Foto: @upuptrampolins

Concerto de Ano Novo

Para o CCB não há cá ressacas! Este espaço cultural de Belém começa o ano com um concerto logo às 11h30, a cargo da Orquestra Metropolitana de Lisboa. Neste espetáculo vão ouvir-se polcas, marchas, valsas, danças rústicas e de contos de fadas, além de outras surpresas reveladas no momento. De batuta na mão vai estar o maestro Evgeny Bushkov.

Se não conseguires acordar aquela hora, não há problema, porque o concerto repete às 17h00. Bilhetes entre 5€ e 23€.

Foto: @Metropolitanalx

Wonderland Lisboa

O maior parque de Natal de Lisboa despede-se no primeiro dia do ano, por isso aproveita as últimas horas do Wonderland para dar uma volta na roda gigante, deslizar (ou escorregar) na pista de gelo e levar os miúdos ao carrosel francês.

No dia 1 de janeiro, podes passar pelo Parque Eduardo VII entre as 16h00 e as 22h00. A entrada é gratuita. E para o ano há mais!

Foto: @wonderlandlisboaoficial

Photo Ark

A Cordoaria Nacional, em Belém, abre as portas no dia 1 de janeiro para dar a mostrar a exposição da National Geographic mais vista de sempre. Em Photo Ark podes descobrir as incríveis fotografias de Joel Sartore, que assumiu o desafio de retratar todas as espécies em cativeiro do mundo, criando um dos maiores arquivos de biodiversidade de sempre.

Das mais de 7 mil espécies já captadas, algumas estão à vista nesta mostra, que selecionou mais de 100 fotografias emblemáticas. E 12 delas até foram tiradas em Portugal, como a do lobo-ibérico, a da girafa-de-angola, a do leopardo-da-pérsia ou do o caimão-anão.

Se não puderes passar por lá no dia 1 de janeiro, tens até 5 de maio de 2019 para visitar a exposição. Os bilhetes custam 9€, mas as crianças pagam apenas 5€. Até aos 4 anos a entrada é gratuita.

Foto: @sartorephoto

Pilar 7

Que tal começares o ano de 2019 nas nuvens, a 80 metros de altura e com o Tejo aos pés? A experiência Pilar 7 faz-te a vontade e desafia-te a visitar um dos miradouros mais surpreendentes da cidade, em plena Ponte 25 de Abril. No dia 1 de janeiro está aberto entre as 11h00 e as 17h00. A entrada custa 6€.

Foto: Infraestruturas de Portugal

Foto der capa: @upuptrampolins

 

(Visited 246 times, 1 visits today)

Tags:

You May Also Like

Open House Lisboa, a cidade de portas abertas

Pensas que já conheces Lisboa de uma ponta à outra e que não há lugar que te escape, ...

Sunset de outono com músicos de Lisboa

Depois do rooftop do Level 8, na Rua Castilho, os Acústicos Fever seguem agora para Santa Apolónia, com ...

A stand-up comedy chegou ao Ferroviário

Com um terraço daqueles, onde quase tocas no Tejo, só apetece subir as escadas e ficares por lá ...