Lisboa tem um novo teatro que os miúdos vão adorar

O LU.CA fica em Belém e já foi a Casa da Ópera do Rei D. João V
Sem ideias para entreter os miúdos? Estás farto de os ver em frente à televisão e agarrados às consolas? Leva-os ao LU.CA – Teatro Luís de Camões!

O novo teatro de Lisboa, totalmente dedicado às crianças e aos jovens, aproveitou uma sala do século XVIII, em tempos utilizada como Casa da Ópera do Rei D. João V. Agora imagina a reação, quando lhes disseres que podem ir a um sítio com tanta história. Vão sentir-se uns autênticos príncipes e princesas!

Foto: @LU.CA

No nº 80 da Calçada da Ajuda (uma lateral do Palácio de Belém) não faltam recantos para despertar a imaginação e a curiosidade dos mais novos, com destaque para a sala principal, com 80 lugares na plateia e mais 50 nos camarotes.

Quando lá chegarem, os miúdos vão ficar de boca aberta com aquele teatro à moda antiga, sobretudo por causa do teto, pintado pelo artista Columbano Bordalo Pinheiro.

A esta hora já estarão convencidos, mas ficarão ainda mais com o próximo espetáculo em agenda, chamado “Impossível”, com sessões a 6, 7, 13 e 14 de outubro. Uma peça que promete levá-los numa viagem atá ao início do Universo, mostrando que tudo começou quando as coisas grandes eram pequenas. Se quiseres ver toda a programacão consulta aqui.

Foto: @LU.CA

Um dia, eles também vão ser grandes, mas agora é tempo de aproveitarem o melhor de ser criança. E quando crescerem vão lembrar-se do dia em que os levaste pela primeira vez ao LU.CA.

 

Foto de capa: @LU.CA

(Visited 2,393 times, 16 visits today)

Tags:

You May Also Like

Underdogs, a street art também cabe dentro de uma galeria

Antes de ser galeria propriamente dita, a Underdogs começou em 2010 como uma plataforma de arte. E foi ...

O Museu do Traje: um convite para conhecer a história através da moda

Já deves saber: 18 de Maio é o Dia Internacional dos Museus. Os Museus de Lisboa, e de ...

RDA 69: um lugar que não está aqui para te servir.

É difícil descrever o RDA 69 para quem nunca lá foi. Mas aqui, humildemente, tentámos. Talvez, mais fácil ...